O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

“Temos mais segurança e melhores condições para acelerar obras”, diz secretário Clayton Noleto sobre vacinação na construção civil

O secretário de Estado da Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto, destacou o início da vacinação dos trabalhadores da construção civil. “Agora, na medida em que esses profissionais começam a ser vacinados, nós temos mais segurança e melhores condições para acelerar a realização de obras. Isso também ajuda a manter a economia aquecida, gerar mais emprego e renda e estar de acordo com o binômio central do Governo do Maranhão: salvar vidas e manter a economia aquecida”, destacou o secretário.

Clayton Noleto frisou a importância de reconhecer o trabalho destes profissionais. “A inclusão dos profissionais que trabalham na construção civil é muito justa. São profissionais que estão atuando diuturnamente, inclusive para viabilizar novos equipamentos na área da saúde. Já são 17 unidades viabilizadas desde o início do combate à pandemia”, lembrou.

O início da vacinação deste novo grupo prioritário ocorreu na manhã de quarta-feira (25), seguindo a descrição dos grupos prioritários e recomendações do Plano Nacional de Imunização (PNI). Como simbolismo da união de esforços de todas as esferas estaduais, a vacinação dos profissionais começou no Hospital da Ilha, fruto da parceria entre Saúde e Infraestrutura, união que tem colaborado no enfrentamento ao coronavírus no Maranhão. 

O governador Flávio Dino falou sobre a simbologia na cerimônia de início da vacinação no Hospital da Ilha. “Essa obra é a maior que temos na ilha de São Luís e no estado, por isso começamos aqui. Simbolicamente, também é uma obra da saúde, para homenagear os trabalhadores da construção civil que foram e continuam sendo decisivos, desde o início da pandemia, inaugurando dezenas de novas unidades de saúde. Nós devemos isso a estes trabalhadores e, por isso, o gesto de reconhecimento!”, destacou Flávio Dino. 

Para alegria de Frederico de Sousa, esse reconhecimento chegou em um dia muito festivo, o do seu aniversário. “Me sinto grato por ter tomado com 25 anos a vacina contra a Covid-19. Que os dias para frente sejam muito melhores, eu estou muito feliz. Obrigado por hoje e por esse presente, só tenho a agradecer”, contou o trabalhador satisfeito.

Vacinação dos profissionais da construção civil

O governador Flávio Dino esclareceu o funcionamento do plano de ação para a imunização destes profissionais. “Estamos começando pelas grandes obras, em que as empresas nos ajudam a organizar o público. Nós teremos em parceria com as prefeituras os pontos de vacinação destinados a autônomos. No Hospital da Ilha, trabalham 300 pessoas e por isso começamos por aqui, depois seguimos para outras grandes obras e em seguida para os postos de vacinação para autônomos mediante documentação que demonstre o exercício da atividade profissional”. 

Em reunião técnica com as prefeituras, será definido o funcionamento da relação entre as equipes estaduais que vão percorrer as grandes obras e as equipes das prefeituras que vão ser suporte no alcance dos trabalhadores autônomos. 

Hospital da Ilha

Após o início da vacinação, o governador Flávio Dino acompanhado do secretário Clayton Noleto, e do presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Marcos Grande, e da equipe técnica da Sinfra, vistoriaram o andamento das obras do hospital. 

Na primeira fase serão cerca de 220 leitos, com possibilidade de expansão, centro cirúrgico, ala exclusiva para queimados, setor de hemodiálise, tomografia, além dos atendimentos de urgência e emergência.

Se consolidando como a maior estrutura de saúde do estado, são mais de 300 trabalhadores envolvidos diretamente nessa construção que trará qualidade de atendimento médico aos ludovicenses e todos os maranhenses. Em um hospital com estrutura de ponta, quem ganha sempre é o povo.

O trabalhador Marcelo Fonseca, que atua como servente de obra nessa construção, falou sobre essa atenção do Governo do Estado aos colaboradores da construção civil e do Hospital da Ilha. “Para mim é muito importante esse projeto de fazer com que todos os trabalhadores da construção civil sejam vacinados. Nós somos muitos aqui no consórcio do Hospital da Ilha e temos muitos encontros com pessoas, então agora com a vacina, nós ficamos com menos chance de se contaminar”, contou o trabalhador.