Suspeito de praticar diversos assaltos em Balsas-MA, é preso pela PC

Na última quarta-feira, dia 23 de setembro, policiais da Delegacia Regional de Balsas deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido pelo juízo da 4ª Vara da comarca da cidade, contra GILBERTO DA COSTA FIALHO (37 anos), conhecido como RABUGENTO ou JAMANTA, indiciado pela prática de, pelo menos 09 arrombamentos e furtos à comércios do Centro.

Segundo as investigações, os arrombamento praticado por RABUGENTO tiveram início no mês de fevereiro do corrente ano e se intensificaram no final de agosto e começo de setembro, quando ele teria praticado outros 06 arrombamentos, tendo como alvos, uma drogaria, uma ótica, uma clínica odontológica, uma loja de equipamentos de informática, uma escola de línguas e uma loja de móveis projetados.

Nas ações, RABUGENTO subtraiu dinheiro, computadores, televisores e outros objetos de valor econômico, além de uma motocicleta. Geralmente, antes de entrar nos estabelecimentos, o criminoso costumava desligar a energia para que as câmeras de segurança e os alarmes fossem desativados, e usava capus e máscara. Ocorre que durante o arrombamento à farmácia, ele deixou de usar máscara, fato que possibilitou o seu reconhecimento pelos investigadores.

Comprovada a autoria dos crimes, a Polícia Civil representou ao Poder Judiciário pela decretação de sua prisão preventiva, o que foi acolhido pelo magistrado competente.

No último domingo, dia 20, GILBERTO DA COSTA FIALHO chegou a ser conduzido pela Polícia Militar depois de ter sido capturado em poder da motocicleta furtada, de uma chave de fenda e um alicate, mas não permaneceu preso porque sua prisão ainda não havia sido decretada e em razão da inexistência de estado flagrancial, já que ele foi o autor do furto do veículo.
Na última quarta-feira, enfim, GILBERTO DA COSTA FIALHO foi preso preventivamente em cumprimento à ordem judicial e depois de ser interrogado e negar todas as imputações, foi encaminhado à Unidade Prisional de Ressocialização, onde se encontra à disposição da Justiça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.