Servidores e colaboradores do Fórum de Santa Inês fazem testes da Covid-19

O Poder Judiciário de Santa Inês adotou medidas preventivas no retorno gradual das atividades no fórum da comarca, com o objetivo de oferecer segurança sanitária e evitar a disseminação e contaminação pelo Covid-19, preservar a integridade física e a saúde dos juízes, servidores, operadores da Justiça e usuários.

Entre os dias 2 e 8 de julho, 78 colaboradores foram submetidos a testes rápidos para detecção da Covid-19, dos quais 18 atestaram positivos, sendo dez servidores do quadro do Tribunal de Justiça, quatro da Prefeitura e um da empresa terceirizada, que trabalha na área de serviços gerais.

Os testes rápidos foram solicitados pela diretoria do fórum à Secretaria de Saúde do Município, que disponibilizou 90 testes para sem aplicados junto aos servidores, juízes, funcionários cedidos pela prefeitura, serviços gerais, motorista, policiais e vigilantes.

A diretoria do Fórum providenciou a aquisição de medidor de temperatura; tapete sanitizante para a recepção; protetores faciais para servidores; confecção de cartazes com orientações destinadas ao público e delimitação do distanciamento social, com marcação no chão das áreas internas e externas. Também foi feita a higienização das instalações do fórum, que inclui quatro varas, juizado, secretaria de distribuição, secretaria de diretoria, setor psicossocial, salão do Tribunal do Júri, sala da OAB e quatro salas de arquivos, dentre outras.

“Cumpre informar que conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde do Município de Santa Inês, os casos da doença Covid-19 estão crescendo aceleradamente, suspeitos e confirmados, por isso, para o retorno das atividades presenciais, de forma gradual no mês julho, foram observadas as orientações sanitárias determinadas pelo Tribunal de Justiça, bem como se realizaram algumas iniciativas do próprio fórum”, informou a diretoria do fórum, sob a gestão das juízas Denise Pedrosa Torres (titular) Luciany Ferreira Miranda (substituta).

As medidas proporcionaram ao fórum um ambiente de trabalho mais seguro para magistrados, promotores de justiça, defensores públicos, advogados, auxiliares da Justiça, servidores, policiais civis e militares, e cidadãos que frequentam as dependências do Fórum. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.