Segurança alimentar: Banco de Alimentos distribuiu mais de 50 toneladas a 10 mil famílias

Mais de 50 toneladas de alimentos foram arrecadadas pelo Banco de Alimentos nos meses de junho e julho e doados para as entidades filantrópicas cadastradas, totalizando 10 mil beneficiadas. Inaugurado pelo Governo do Estado e coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), o equipamento faz parte da rede de segurança alimentar que contribui para a redução dos índices de vulnerabilidade social do Maranhão. 

Em 2020, mais de 1.150 toneladas foram arrecadadas. O secretário Márcio Honaiser explicou que o Banco de Alimentos é um dos equipamentos essenciais para a garantia de alimentação adequada a quem mais precisa, disponibilizando alimentos de qualidade e promovendo saúde às pessoas em situação de insegurança alimentar, principalmente no período de pandemia.“A crise sanitária que atravessamos reforça o nosso compromisso de lutar pelo direito das pessoas de ter uma alimentação digna. Não medimos esforços para reduzir o desperdício de alimentos e garanti-los com qualidade para os beneficiários das instituições que recebem as doações do Banco de Alimentos”, disse o secretário.

O Banco de Alimentos completou um ano de inauguração no mês de junho e, nesse período, arrecadou mais de 300 toneladas de alimentos dos 47 parceiros do projeto. Cerca de 10 mil pessoas e 50 instituições foram beneficiadas com a distribuição dos mantimentos. Instalado no Centro de Distribuição de Hortifrutigranjeiros (Ceasa), em São Luís, o equipamento público possui equipe de nutricionistas, técnicos e demais profissionais que fazem a coleta, seleção, processamento e distribuição de alimentos que são captados junto à rede de doadores.

Dona Natividade Alves, coordenadora do Centro Anil Frei Daniel Alto do Pinho, contou que 190 crianças e 150 famílias são beneficiadas com os alimentos doados. “Receber esses alimentos é algo muito importante para nós, porque vivemos de doações e isso nos ajuda a alimentar essas pessoas que tanto precisam. Distribuímos frutas, verduras e outros alimentos que ajudam na alimentação diárias dessas famílias e temos uma enorme gratidão por essa ação”, disse a coordenadora. 

Além de reduzir os índices de insegurança alimentar, o Banco de Alimentos fomenta a diminuição do desperdício de alimentos no estado. Legumes, frutas e verduras são selecionados e processados, como também grãos e cereais, massas frescas, carnes, aves, peixes, leites e derivados, pães e bolos sem recheio e sem cobertura. Os alimentos doados são coletados em locais e dias indicados pelos doadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.