.

Seduc dialoga com TV Escola em busca de novas experiências educacionais

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), representada pelo subsecretário Danilo Moreira, a assessoria de comunicação do órgão, e representantes da TV Escola estiveram reunidos, nesta terça-feira (10), para dialogar sobre a vasta programação da emissora na promoção de conteúdos educativos.

O intuito da Seduc é conhecer novas experiências educacionais para ampliar a oferta dos conteúdos de qualidade para todos os estudantes do Maranhão, e também a realização de uma possível parceria com a emissora de televisão.

Durante o diálogo, a equipe de direção da TV Escola citou ideias e conteúdos já desenvolvidos pela emissora e que podem enriquecer o trabalho da TV Educação do Maranhão, com foco na formação continuada de professores, séries voltadas para o Enem e a gestão escolar, a exemplo do programa de gestão com a educadora Cláudia Costin.

“Buscamos a ‘Roquette Pinto’, uma entidade educacional conceituada, para levar conteúdos mais dinâmicos e com qualidade aos nossos alunos pela TV Educação, que é um projeto acompanhado de perto pelo governador Flávio Dino e o secretário Felipe Camarão. Ficaremos muito felizes por poder contar com a parceria da TV Escola”, destacou o subsecretário da Educação, Danilo Moreira.

A reunião contou com a participação do diretor geral da TV Escola, Francisco Câmpera; e do gerente executivo de operações, engenharia, produção e programação da Roquette Pinto, Luiz Duarte de Almeida. Câmpera é formado em Jornalismo pela Pontífica Universidade Católica de Minas Gerais. Tem pós-graduação em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília e extensão em Política e Economia Internacional na Coreia do Sul e possui vasta experiência em assessoria de comunicação.

O diretor geral destacou que a TV Escola já tem mais de 25 anos levando conteúdos educativos para quem mais precisa, como foi o desejo de Roquette Pinto. “Importante iniciativa do Estado Maranhão, que temos acompanhado, e em alguns outros estados. Sabemos que somente pelas plataformas digitais não alcançaremos todos os alunos, por isso é importante a utilização da tv aberta para levar conteúdo educativo a todos os estudantes”, ressaltou.