Secretários municipais de Saúde destacam importância dos hospitais regionais no combate à Covid-19

“Com o apoio do Governo, os hospitais regionais têm permitido a permanência de atendimentos especializados contra o coronavírus nos municípios”, diz a secretária municipal de saúde de Barreirinhas, Karina Fragoso. A gestora, que participa de encontro de secretários municipais de Saúde promovido pelo poder público estadual, reconhece que a rede estadual tem se destacado no enfrentamento à pandemia ao lado dos municípios. O encontro é mais uma iniciativa para aproximar a gestão estadual das Prefeituras, a fim de garantir assistência na área da saúde.

Durante a reunião, a estrutura hospitalar estadual foi um dos temas abordados. A atuação das unidades, que integram a rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES), tem sido decisiva na assistência prestada aos pacientes com a Covid-19. Através de um fluxo de atendimento estruturado e executado em parceria com unidades municipais de saúde, onde os hospitais regionais oferecem a assistência especializada, milhares de vidas já foram salvas no Maranhão.

“Ciente da importância dos hospitais regionais, a gestão estadual ampliou os investimentos, que possibilitaram a abertura de novas unidades. A inauguração dos hospitais regionais garantiu tanto a descentralização, como maior celeridade no acolhimento e assistência médica aos pacientes. As unidades se tornaram referência para diversos municípios, dispondo de mais salas de cirurgia, com a ampliação estrutural em leitos de UTI e de enfermagem”, ressalta o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Em 2020, o Governo do Estado inaugurou 13 hospitais para fortalecer o enfrentamento a Covid-19. Com isso, consolidou-se o maior avanço na saúde pública do Maranhão, deixando como legado para a população uma rede hospitalar diversificada, equipada e com profissionais capacitados.

Entre as unidades regionais entregues em 2020, destinadas primeiramente a dar assistência contra a Covid-19, estão o Hospital Regional de Viana, o Hospital Regional de Santa Luzia do Paruá e o Hospital Regional de Lago da Pedra.

Unidades estaduais que são referências também receberam investimentos e muitas delas foram ampliadas, como os hospitais regionais de Imperatriz, Carutapera, Itapecuru Mirim, Timon, Coroatá e Barreirinhas.

O secretário municipal de saúde de Timon, Jefferson Veras, destaca que desde o início da pandemia o trabalho tem sido feito de maneira integrada e que o benefício para a região permanecerá para além da pandemia. “O Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco foi de fundamental importância para salvar vidas, uma vez que agora podemos contar com salas de cirurgia, além dos leitos de UTI extras”, comentou.