SÃO LUÍS – Promotores visitam Centro Ambiental da Ribeira

Os promotores de justiça de Meio Ambiente, Urbanismo e Patrimônio Cultural de São Luís, Luís Fernando Cabral Barreto Júnior e Cláudio Rebêlo Correia Alencar visitaram, na manhã desta sexta-feira, 8, a Central de Tratamento de Resíduos Sólidos de São Luís.

Além desse espaço, no qual são separados plástico, papel e vidro, também foram visitadas a usina de beneficiamento de resíduos de construção civil, a estação de transbordo, a central de compostagem e as lagoas de tratamento de chorume. Todas as estruturas estão localizadas no antigo Aterro da Ribeira, no Distrito Industrial da capital maranhense.

A iniciativa faz parte de um conjunto de ações adotadas pelas Promotorias de Meio Ambiente, Urbanismo e Patrimônio Cultural para que São Luís alcance bons índices de coleta seletiva, reaproveitamento e reciclagem. Uma das consequências diretas desses números é a geração de emprego e renda para quem trabalha com resíduos sólidos.

Nesse conjunto de medidas estão, por exemplo, a Lei Estadual que instituiu a logística reversa no estado e uma recente liminar que determina que o Município de São Luís não mais colete resíduos de grandes geradores.

NOVAS AÇÕES

Entre as próximas medidas a serem tomadas pelo Ministério Público do Maranhão estão a assinatura de um Termo de Compromisso da  cadeia produtiva do aço, que permitirá a coleta e reciclagem das latas de tinta e de alimentos. Esse documento aguarda a assinatura do Estado do Maranhão.

Também está prevista a implantação de uma Central de Recolhimento de Óleo Lubrificante usado, em fase de instalação, e a adoção de medidas para a reciclagem do vidro. Além disso, ainda este mês os promotores de justiça visitarão o Aterro Titara, em Rosário, as associações de catadores e as empresas que trabalham com sucatas.