Psicóloga dá dicas de como aliviar a ansiedade para o Enem 

Com a proximidade da data da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que vai acontecer nos dias 21 e 28 de novembro, os estudantes começam a ficar ansiosos e com medo de não conseguirem uma boa pontuação ou não ingressar no curso e faculdade que tanto desejam. Essa ansiedade pode ser extremamente prejudicial. 

A psicóloga e coordenadora do curso de Psicologia da Faculdade Pitágoras, Fernanda Zeidan, destaca que a ansiedade interfere diretamente no desempenho do aluno na prova. “A ansiedade é uma emoção própria do ser humano o que vai definir se influencia positivamente ou negativamente será como o estudante vai gerenciá-la no momento da prova. Se não houver o controle vai interferir no seu desempenho na hora de realizar a avaliação”, pontua.  

De acordo com a especialista é importante separar um período para o descanso da mente, respeitando o período estipulado para os estudos sem sobrecarregar a mente, passo fundamental para controle da ansiedade.  

“É necessário o estudante compreender que a vida é constituída de ciclos e que adaptar-se a cada momento é primordial para o desenvolvimento cognitivo. Esse medo antecipado é capaz de nos manter em estado de alerta para que consigamos enfrentar os eventos futuros de maneira planejada e eficaz. Mas quando a ansiedade está atrapalhando os estudos, respire fundo para se acalmar e vá trabalhando, em paralelo, a sua autoconfiança”, orienta. 

Para auxiliar os estudantes a aliviar a tensão e ansiedade a professora elencou alguns pontos: 

– Prepare-se bem para a prova: é fundamental uma preparação antecipada, estudar em um longo período, pois quanto mais bem preparado você estiver, menos ansioso se sentirá; 

– Pratique exercícios físicos: o exercício é fundamental para aliviar a tensão e aliviar a mente, opte por praticar suas atividades após o período de estudo; 

– Descanse bem antes da avaliação: tenha uma boa noite de sono na noite anterior a prova. Dormir bem é o remédio para combater a ansiedade. Quando dormimos melhor e a quantidade indicada por especialistas, acordamos com a mente e corpo descansados e prontos para os próximos desafios; 

– Antecipe sua chegada ao local da prova: não deixe para chegar nos minutos finais, antecipe em até uma hora a sua chegada ao local de prova, isso ajudará a reduzir a ansiedade; 

– Faça exercícios de respiração: sente em posição ereta no chão ou em uma cadeira, puxe o ar pelo nariz, de forma lenta e profunda. Na hora de soltar, faça um biquinho com a boca, pois isso diminui o atrito do dente e da língua para a saída do ar e faz com que a respiração seja mais harmônica. Isso auxilia na normalização dos batimentos cardíacos e redução da ansiedade.