Premiação da campanha “Quem escolhe o seu caminho? Você ou as drogas?” é realizada

Nesta terça-feira, 30, foi realizada, na sede da Procuradoria Geral de Justiça, a premiação do concurso de poesia da campanha “Quem escolhe o seu caminho? Você ou as drogas?”, edição 2020. Foram premiados os três primeiros lugares. Cada aluno vencedor recebeu como prêmio um notebook. Participaram da atividade estudantes de cinco escolas da rede estadual de ensino de São Luís.

Em primeiro lugar, ficou Ewelly Vitória Galvão da Silva, 16, aluna do 2º ano do ensino médio do Centro de Ensino Cônego Ribamar Carvalho, no bairro Cohab, autora do poema “Autoafirmação”.

A segunda colocada foi Mellyssa Gusmão Mendes, 16, aluna do 2º ano do ensino médio do Centro de Ensino Vicente Maia, localizado no Anjo da Guarda, com a poesia “Quem escolhe o seu caminho? Você ou as drogas?”.

Já o estudante Breno Vinícius Sales Serra, 17, que cursa o 3º ano do ensino médio no Centro de Ensino Cidade Operária II, no bairro homônimo, ficou em terceiro lugar, pela autoria do poema “Uma pessoa, dois caminhos”.

Coordenou a solenidade de premiação, realizada na sala dos Órgãos Colegiados, a promotora de justiça Cristiane Maia Lago, coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Direitos Humanos (CAOp-DH), acompanhada do procurador-geral de justiça, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau, e do secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Na ocasião, as autoridades entregaram os prêmios aos alunos vencedores e kits de livros sobre prevenção às drogas para representantes de todas as escolas que participaram do concurso: os centros de ensino Barjonas Lobão (Cohatrac), Vicente Maia (Anjo da Guarda), Cidade Operária II (Cidade Operária), Sotero dos Reis (Centro) e Cônego Ribamar Carvalho (Cohab).

Também acompanharam a entrega estudantes, pais, professores, gestores da área de educação, além de membros e servidores do MPMA.

Em seu discurso, o procurador-geral de justiça, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau, agradeceu a parceria e o trabalho desenvolvido pela Secretaria de Estado da Educação e ressaltou as qualidades da campanha de prevenção às drogas, porque é mais uma iniciativa que aproxima o Ministério Público da sociedade. “Sem cultura e sem educação a gente não chega a lugar nenhum, e a instituição tem que ficar cada vez mais próxima da sociedade, porque só assim compreenderemos o nosso papel fundamental que é tomar conta do povo”, afirmou.

Idealizadora da campanha, a promotora de justiça Cristiane Maia Lago reconheceu os apoios da administração superior do MPMA e da Seduc, parabenizou os alunos, agradeceu gestores e professores, e declarou toda a sua satisfação em realizar a premiação da campanha. “Nós vamos premiar três alunos, autores de três lindas poesias. Por isso, ressalto que a escola é um espaço fundamental e simbólico na vida do jovem estudante, porque a educação é um instrumento de libertação”. 

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, destacou o trabalho desenvolvido pelo Ministério Público do Maranhão e pela promotora de justiça Cristiane Lago, como importantes parceiros da educação no estado. “Nossas escolas são espaços de cidadania. São espaços democráticos, solidários e de afeto. Por isso, em um momento em que estamos afastados por conta da pandemia, realizar uma premiação como esta acalenta os nossos corações”, enfatizou.

A campanha “Quem escolhe o seu caminho? Você ou as drogas?” foi promovida pelo Ministério Público do Maranhão, em parceria com a Seduc e com o Fórum Estadual de Políticas sobre Drogas, sendo desenvolvida no período da Semana Estadual de Políticas sobre Drogas. Por conta da pandemia do Covid-19, neste ano, as atividades do programa foram reduzidas.

CONCURSO

Cada escola selecionou três poemas e encaminhou ao CAOp-DH, que, por sua vez, escolheu três produções entre as 15 selecionadas. Foram analisados critérios como adequação ao tema, originalidade e criatividade.

POEMA VENCEDOR

Autoafirmação, de Ewelly Vitória Galvão da Silva

As drogas têm força

E poder de persuasão.

Atraentes são seus caminhos

Que surgem como “ótima” opção…

Elas destroem os sonhos,

De quem não lhes diz não,

Aparentam ser a melhor escolha,

Mas conduzem a uma prisão!

Escolho meu destino,

Usando minha autonomia,

Preservando minha liberdade,

Escolho viver em harmonia.

Digo não às drogas.

A todo mal que podem causar,

À aventura que a muitos empolga,

Prefiro a vida preservar.

O caminho das drogas é regresso.

Refuto o jugo da sua ação.

Escolho a trilha do progresso,

Amparada na educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *