Prefeito Eduardo Braide assina convênio com a UEMA para elaboração do Plano Municipal de Arborização Urbana de São Luís

O prefeito Eduardo Braide assinou, na quarta-feira (17), termo de cooperação que celebra o convênio com a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) para a elaboração do Plano Municipal de Arborização Urbana de São Luís. O documento legitima e descreve as ações referentes à gestão, implantação, plantio, manutenção e monitoramento das árvores, além de indicar as políticas públicas voltadas para a sua manutenção e dos espaços públicos que as abrigam.

“O plano de arborização de São Luís será fundamental para dar o direcionamento das nossas ações em toda cidade. Além de todo o diagnóstico que vai ser feito e toda parte técnica, nós queremos despertar o sentimento de envolvimento e de pertencimento dos moradores de São Luís com a preocupação em tornar nossa cidade mais verde. A população também precisa estar presente. O pontapé será dado pela prefeitura, juntamente com a universidade e os técnicos com o Plano Municipal de Arborização, mas a cidade precisa abraçar a ideia da arborização, participar dela e respeitá-la”, afirmou o prefeito Eduardo Braide.

O Plano Municipal de Arborização pauta a Política da Paisagem, uma obrigatoriedade legal do Plano Diretor do Município de São Luís. Desta forma, o plano deverá ser utilizado como instrumento para definir o planejamento, implantação e manejo da Arborização urbana do município.

“É muito gratificante para nós, saber que temos um prefeito que tem a preocupação de fazer um planejamento, de saber aonde a cidade quer chegar e de onde queremos que ela chegue, sempre de um modo participativo, estando dentro das comunidades, conscientizando sobre a importância de termos uma cidade sustentável e inteligente”, enfatizou a secretária de Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais, Verônica P. Pires.

O início da tratativa para a elaboração do plano ocorreu há cerca de quatro meses, transformando-se em uma rede de pesquisa, envolvendo mais de 20 pesquisadores além de estudantes de graduação e pós-graduação da UEMA, proporcionando uma união do papel social da Prefeitura de São Luís com o da Universidade.  O Instituto Municipal de Paisagem Urbana (IMPUR), esteve à frente do processo, conduzindo o planejamento dessa ação estratégica, sendo responsável pelas articulações que culminaram na assinatura do Convênio.

“Hoje é um dia histórico em que São Luís vai ganhar um Plano de Arborização Urbano. Esse plano vai fazer primeiro um inventário, detalhado, apontando o que nós temos no município de São Luís, quais são e quantas são as árvores existentes na cidade.  Depois, ele vai promover o plantio de novas árvores. A ideia é saber o que plantar e onde plantar. Esse convênio com a Uema é algo inédito, uma vez que São Luís nunca teve um Plano de Arborização, e isso vai mudar, com certeza, a situação ambiental da cidade”, enfatizou o diretor do Impur, Walber Filho.

Sobre o plano

O Plano Municipal de Arborização Urbana de São Luís incluirá o Diagnóstico da Arborização Urbana de São Luís, Análise de Risco de Queda de Árvores e Cenários de Planejamento Estratégico, Parâmetros para a Arborização Urbana em São Luís e Prognóstico de Implantação, Manutenção e Monitoramento Continuado da Ambiência da Arborização Urbana Ludovicense; e um Aplicativo de cadastramento das árvores públicas com georreferenciamento; Mapa georreferenciado das árvores na plataforma do município e base de dados completa em ambiente SIG (Sistema de Informações Geográficas).

“Esse Plano de Arborização é estratégico e inédito no Maranhão, considerando os aspectos relativos ao planejamento e ordenamento do uso dos espaços e logradouros públicos para receber os esforços diversos da Prefeitura Municipal de São Luís para arborizar e dotar de melhor qualidade de vida os nossos ambientes e ecossistemas urbanos. Essa política pública terá uma validade de dez anos e para sua realização teremos uma fase de diagnóstico, uma fase prognóstico, outra de elaboração de uma minuta de lei que será encaminhada para o executivo municipal e, por fim, um aplicativo de celular que fará com que cada usuário dos espaços e logradouros públicos de São Luís possam identificar as principais características das nossas árvores urbanas e, sobretudo, participar coletivamente da construção e da efetivação de uma política continuada de arborização para melhoria da qualidade de vida do ludovicense”, detalhou o professor-doutor Luís Jorge, do departamento de Geografia da Uema.

Parceria e colaboração

A parceria com a Instituição de Ensino Superior (IES) traz maior segurança técnica e científica ao Plano de Arborização Urbana de São Luís, uma vez que a Universidade possui grande lastro de pesquisas e ações educativas na área. Por meio da colaboração entre o poder público e a universidade, São Luís atenderá aos requisitos legais de planejamento urbanístico e paisagístico e se inserirá em um novo momento de ambiência em busca de uma melhor qualidade de vida de sua população.

‘Muito além dessa parceria tão importante está a promoção da qualidade de vida da população. Por isso, ficamos muito felizes diante do fato de estar sendo dada a certificação da nossa universidade para essa contribuição. Essa relação entre os entes públicos como uma colaboração, como uma grande rede, cada vez mais vem trazendo grandes resultados’, frisou o Pró-reitor da Pró-reitoria de Planejamento e Administração da Uema, Thiago Cardoso.

“Sou filha de São Luís e formada na Uema. A gente já vinha trabalhando em parceria com o Impur, em contribuições pontuais, e acho que daí surgiu o reconhecimento da capacidade técnica que nossa universidade tem, oportunizando, também, aos nossos alunos que atuem em campo, experimentem o trabalho antes mesmo da sua formação. Se nós queremos de fato uma qualidade de vida, na perspectiva do futuro para nossos filhos, para as gerações futuras, a gente precisa dar o exemplo dentro de São Luís”, pontuou a professora doutora Ariadne Rocha, Assessora Chefe da Assessoria Especializada na Articulação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável/UEMA.

Participaram ainda do ato, os secretários municipais de Obras e Serviços Públicos, David Col Debella; o vice-presidente do Instituto Municipal de Paisagem Urbana (Impur), Diego Coqueiro; a Superintendente de Gestão Ambiental da Uema, professora-doutora Andrea Araújo; e a aluna do 5º período Geografia Bacharelado, Camila Silva.