Porto do Itaqui recebe Nordeste Export 2021

Começou nesta segunda (2), com visita técnica ao Porto do Itaqui, o Nordeste Export, fórum regional para discussão sobre logística, infraestrutura e multimodalidade, que reúne dirigentes de portos da região, empresários de grandes grupos investidores no setor e lideranças de entidades representativas. O grupo foi recepcionado pelo presidente do Porto do Itaqui, Ted Lago, e equipe da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP).

Com mais de 15 milhões de toneladas de cargas movimentadas neste primeiro semestre, o Porto do Itaqui cresceu 32% em relação ao mesmo período de 2020. A maior alta foi registrada nas cargas de granéis líquidos, com 90% acima do que foi movimentado nos seis primeiros meses do ano passado.

Em razão da pandemia o evento neste ano tem formato híbrido, com transmissão online e gratuita para o público, e participação presencial somente de conselheiros e autoridades. A programação foi retomada à tarde, com o Momento Porto do Itaqui, em que Ted Lago apresentou resultados e potencialidades do porto público do Maranhão.

“Esse encontro é uma excelente oportunidade para mostrar os avanços da gestão do governador Flávio Dino demonstrados pelos resultados do Porto do Itaqui que apresentamos hoje. E mais importante é o reconhecimento, tanto pelos parceiros – investidores, o mercado – quanto pelo próprio Governo Federal, que refletem a gestão do trabalho do governador pelo Maranhão”, afirmou Ted Lago. “Estamos orgulhosos desse grande legado e grandes investimentos que fazem do Itaqui cada vez mais um vetor de desenvolvimento e geração de emprego e renda para o nosso estado”, completou.

Para o presidente da Federação Nacional das Operações Portuárias, Sérgio Aquino, voltar ao Porto do Itaqui foi “extremamente importante por confirmar a visão profissional com a qual o porto é administrado, a valorização que o Governo do Estado dá ao porto, como instrumento estratégico de desenvolvimento”. Segundo afirmou, “o Itaqui é referência em uma série de coisas, em termos de planejamento em longo prazo, visão de estado, compromisso do Governo com o porto e gestores comprometidos tanto com a modernidade e a visão empresarial, mas também com a visão de interesse público, fomentadora de desenvolvimento da região”.

Na sequência, foi realizado painel sobre cabotagem e conexões regionais, com palestra do secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni. A tarde contou ainda com apresentações de companhias docas do Ceará, Bahia e Rio Grande do Norte, e dos portos de Cabedelo e Suape.

No segundo dia de atividades, nesta terça-feira (3), o evento conta com painéis sobre transporte ferroviário; clusters logísticos, ZPEs e hubs aeroportuários; e potencial dos portos da região Nordeste e particularidades das exportações na região, este último com participação de Ted Lago ao lado de lideranças das companhias docas do Ceará e da Bahia, e dos portos de Cabedelo e Suape.

A palestra de encerramento será ministrada pelo ex-ministro do TCU, José Múcio Monteiro, seguida da Leitura da Carta do Nordeste Export 2021 pelo presidente do Conselho do Nordeste Export, Aluísio Sobreira. A edição 2022 do Nordeste Export terá a Bahia como sede.

A programação completa do Nordeste Export 2021 está disponível em https://forumbrasilexport.com.br/nordesteexport/nordeste-export/programacao-do-nordeste-export-2021/.

Reconhecimento

“O Porto do Itaqui é muito superlativo. Tem crescido muito acima da média nacional, no último semestre foi a mais de 30%; é bem irrigado por vias de acesso e isso tem sido muito importante para o desenvolvimento de diversas cadeias, seja na internacionalização do combustível que chega pelo Itaqui, seja na exportação de grãos, uma cadeia do agronegócio que é tão importante para o país. E há muito mais a se desenvolver agora, com o empreendimento da celulose, com um berço sendo construído, o 99. O desenvolvimento do país acaba passando pelo desenvolvimento do Porto do Itaqui.”
Diogo Piloni, secretário de Portos e Transportes Aquavários do Ministério da Infraestrutura 

“O Porto do Itaqui é a referência hoje para o Nordeste sob vários aspectos. Nós fizemos hoje uma visita e ficamos impressionados, não só com a estrutura de armazenagem, mas logicamente com aquilo que causa inveja em todos os demais portos da região, que é o sistema ferroviário. A ferrovia é o modal da vez, que precisa ser colocado para valer no Brasil porque vai, não só, aliviar a logística nas rodovias, mas também por conta da redução de poluição ambiental e do frete mais barato. Fomos muito bem recebidos e nossos conselheiros estão muito animados e temos certeza de que teremos dois dias muito proveitosos.”
Fabrício Julião, CEO do Brasil Export

“Eu conheço o Porto do Itaqui há mais de 20 anos, fui armador de cabotagem. E a grandeza desse porto pode ser medida antes e depois da administração atual, tendo o Ted Lago à frente. E isso não é elogio não só ao Ted, mas a toda a equipe. Ele, além do valor que tem como um bom administrador, teve carta branca para operar como um secretário do Governo Flávio Dino. Se já era importante, com o Tegram e o complexo ferroviário inigualável no Brasil, com três ferrovias, o Itaqui ainda tem muito para dar, expandir para atender todo o crescimento que o Maranhão vai ter.”
Aluízio Sobreira, presidente do Conselho do Nordeste Export

“Estou muito feliz de ter a oportunidade de visitar o Porto do Itaqui, já vinha com esse desejo de fazer uma visita técnica porque esse porto tem um volume de carga que agrega muito para a região Nordeste. O Itaqui traz experiência e conhecimento de uma gestão técnica e especializada, vem crescendo muito, principalmente pela conquista das certificações ISO. Está sendo um aprendizado fantástico.”