Porto do Itaqui: gigante do agronegócio brasileiro

O ano de 2023 foi especial para o Porto do Itaqui, que registrou um grande crescimento na movimentação de grãos, comparando com 2022. O volume total movimentado foi de 36,4 milhões de toneladas. Grande parte veio do agronegócio, sendo 13.149.740 toneladas de soja, 7.1079.689 de toneladas de milho e 127.735 toneladas de farelo de soja e 3.599.111 toneladas movimentadas de fertilizantes. No total, os destaques, em relação a 2022, ficam para soja (+17%), milho (+11%) e fertilizante (+22%).

O estado do Mato Grosso, principal produtor de soja e milho do Brasil, ajudou muito no crescimento dessa movimentação. De janeiro a novembro, o estado movimentou, via Porto do Itaqui, 1.710.712 toneladas de soja e 1.425.619 toneladas de milho. 

O destino final dos grãos exportados pelo Porto do Itaqui é, em sua maioria, a China. Em 2023, 10 milhões de toneladas de soja e 1,9 milhão de toneladas de milho, foram enviados para o país asiático. 

Outros destinos importantes para os grãos exportados pelo porto são: a Espanha (soja: 742 mil tons / milho: 1,1 milhão de tons); a Tailândia (soja: 449 mil tons); a Turquia (soja: 396 mil tons); a Holanda (soja: 141 mil tons); Taiwan (milho: 584 mil tons); Japão (milho: 544 mil tons) e Coréia do Sul (milho: 504 mil tons).

O crescimento da exportação de grãos, registrado pelo Porto do Itaqui, é resultado do aumento da produção agrícola no Brasil e da demanda internacional por produtos agropecuários. O porto é um importante hub logístico para o escoamento da produção agrícola do Centro-Oeste brasileiro, região que concentra os maiores produtores de soja e milho do país. Suas operações o colocam como maior porto do Arco Norte do Brasil.

Segundo o presidente do Porto do Itaqui, Gilberto Lins, “o Porto do Itaqui está cada vez mais consolidado como um importante hub logístico no Brasil. Em 2023, o porto registrou um crescimento recorde na movimentação. Esse resultado é fruto do trabalho conjunto da equipe do porto, dos produtores rurais e de nossos parceiros logísticos. Estamos comprometidos em continuar investindo no porto para que ele possa continuar atendendo às demandas do setor agropecuário e contribuindo, ainda mais, para o desenvolvimento do Brasil”, finalizou.

2023: O melhor ano da história do Porto do Itaqui

Entre as principais conquistas do Porto do Itaqui em 2023 estão:

– A movimentação de 100 mil toneladas de fertilizantes via corredor Arco Norte, o que representa o início da operação comercial do corredor;

– Assinatura de convênio para implantação do primeiro plano de descarbonização de um porto público no Brasil;

– A realização da 1ª atracação de navios a contrabordo, operação conhecida como Ship to Ship;

– O recebimento de um spreader automático, um dos equipamentos mais modernos do mundo para movimentação de contêineres;

– A conquista do segundo lugar no Prêmio de Melhor Gestão Portuária do Brasil;

– A premiação como melhor do Brasil no índice de desempenho ambiental e melhores práticas ESG e Inovação da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq);

– A operação do milésimo navio em um mesmo ano, pela primeira vez na história;

– O retorno da exportação de alumínio após dez anos.