Porto do Itaqui agradece apoio dos Bombeiros em ação solidária

Mais de 300 toneladas de alimentos foram distribuídas para famílias em situação de vulnerabilidade social na área Itaqui Bacanga, Cujupe e Ilha do Cajual, um território que compreende o entorno do Porto do Itaqui e Terminais de Ponta da Espera e Cujupe, administrados pela Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP). Nesta segunda (15), o presidente do Porto do Itaqui, Ted Lago, acompanhado do diretor de Administração e Finanças, Artur Thiago Costa, visitou o Comando do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), no Bacanga, onde foi recebido pelo comandante geral do CBMMA, coronel Célio Roberto de Araújo e pelo comandante do CPAM – 3 da Polícia Militar do Maranhão, Edvaldo Mesquita dos Santos.

O encontro foi um gesto de agradecimento pelo apoio dessas instituições na entrega de mais de 300 toneladas de alimentos a famílias em situação de vulnerabilidade social que moram em áreas onde a EMAP opera. Também participaram da reunião o major Patrício Daniel dos Passos Penha, do 11º Batalhão de Bombeiro Militar-Itapecuru e major Jorgeilson Costa Frazão, coordenador operacional.

“Somos gratos pelo incansável trabalho do Corpo de Bombeiros e da PM, que atuaram junto à nossa equipe de voluntários, orientando a ação de modo que os alimentos chegassem às famílias mais necessitadas de forma segura. Um trabalho de solidariedade e apoio às comunidades do entorno das nossas operações”, afirmou Ted Lago.

O coronel Célio Roberto também demonstrou gratidão pela atuação conjunta. “É uma forma de amenizar a situação de muitas famílias em condição de vulnerabilidade. Desde o início de abril conseguimos alcançar milhares de famílias da área Itaqui-Bacanga. Agradecemos a EMAP pela parceria que fez chegar o alimento a essas pessoas em um momento que elas mais precisavam de auxílio”, disse.

Rede de auxílio

A iniciativa é parte do trabalho de responsabilidade social da EMAP que mantém a relação porto cidade como eixo do seu planejamento estratégico. Além disso, integra um esforço coletivo que mobilizou empresas públicas e privadas para minimizar as consequências da pandemia do coronavírus entre as pessoas mais necessitadas da região do complexo industrial e portuário.

A EMAP forneceu as cestas básicas que foram distribuídas em comunidades localizadas na área Itaqui-Bacanga, Cujupe e Ilha do Cajual, atingindo um total de 70 bairros e cerca de 30 instituições. Os alimentos foram entregues de casa em casa, evitando aglomeração, durante 38 dias úteis, em um trabalho voluntário que contou com a participação de colaboradores da EMAP, das empresas G5 Logística e Pedreiras e das equipes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e PM. A força-tarefa contou ainda com apoio das organizações sociais e lideranças comunitárias, que facilitaram o acesso às comunidades mais distanciadas do perímetro urbano.