Piscicultura é alternativa de renda para comunidade quilombola em Viana

Na comunidade remanescente de quilombo Capoeira, localizada no município de Viana, onde vivem 97 famílias, a agricultora familiar Nilvane dos Santos e seu esposo, Genival dos Santos, cultivam de tudo um pouco: arroz, milho, feijão, mandioca, melancia, hortaliças. Eles também estão buscando a piscicultura, que se apresenta como uma alternativa viável para complementar a renda dos produtores da região.

Nilvane dos Santos destaca a importância dos agricultores terem apoio para manter a produção. “Trabalho na agricultura familiar desde criança. É uma profissão que eu tenho muito orgulho, mas que é cheia de desafios e dificuldades”, conta.

Ela afirmou que nos últimos cinco anos tem recebido o apoio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF) e da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp/MA), além disso, em dois anos, só no Programa de Compras da Agricultura Familiar (Procaf), eles entregaram seis toneladas de peixe. “É um canal de comercialização que nos ajuda e incentiva nossa família a produzir muito mais”, comemora.

A agricultora explica que além do Procaf, a comercialização dos peixes é feita também na própria comunidade e pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). A atividade é executada de forma familiar. 

“Aqui na nossa propriedade nós trabalhamos todos juntos, meus filhos, irmãos e minha mãe. Nossa maior felicidade, além de ter renda com a piscicultura, é poder compartilhar com alegria um alimento saudável na nossa mesa. A gente produz, se alimenta e comercializa tudo em família”, relata Nilvane dos Santos.

O secretário de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Júlio César Mendonça, ressalta que a missão do Governo do Estado é oportunizar aos agricultores familiares condições para viver dignamente. 

“Além de incentivá-los na produção é fundamental a implementação de canais de comercialização. O Procaf é uma garantia de que o que é produzido pelo agricultor vai gerar renda e melhoria de vida. Além de beneficiar os agricultores, o programa ajuda pessoas em situação de vulnerabilidade social a se alimentar”.

A Agerp/MA está atuando junto à comunidade com a organização social, apoio aos canais de comercialização e implementação de políticas públicas como o Cadastro Ambiental Rural (CAR). “O CAR é uma importante ferramenta que visa, principalmente, a regularização ambiental das propriedades rurais e garante, também, aos homens e mulheres do campo, acesso ao crédito rural”, pontuou a gestora regional da Agerp/MA de Viana, Janaíra Silva Sá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.