Parceria entre Sebrae e Prefeitura de São Luís vai beneficiar mais de 30% dos pequenos negócios do estado

Tornar as empresas da capital maranhense mais competitivas e gerar empregos nesse momento de crise é um dos objetivos da parceria que está unindo a Prefeitura de São Luís ao Sebrae.

Na tarde da última segunda-feira, 22, o Prefeito Eduardo Braide, recebeu o superintendente do Sebrae no Maranhão, Albertino Leal, e técnicos das duas instituições, e assinou o termo de adesão da capital ao Programa Cidade Empreendedora.

“O Cidade Empreendedora é o momento em que nós do Sebrae, juntamente com a prefeitura, analisamos tudo que o empreendedorismo pode trazer de bom para a cidade, desde trabalho com as crianças e jovens, por meio da educação empreendedora, ao trabalho com os pequenos empreendedores e os informais para que se formalizem. Trabalhamos o ambiente negócios, a simplificação e desburocratização de processos, incentivamos a empreender, fazendo com que os recursos circulem dentro da cidade, motivando o empreendedor para que ele se sinta motivado a produzir com qualidade, prazo, frequência e assim gere mais receita, emprego e renda ao município, resultando principalmente na qualidade de vida das pessoas”, pontuou o superintende Albertino Leal.

Município mais populoso do Maranhão e quarto da Região Nordeste, São Luís concentra cerca de 33% das empresas ativas no estado – aproximadamente 91 mil empreendimentos atuam na capital.

“Expectativa muito boa nessa parceria com o Sebrae, para que de fato São Luís possa ser uma cidade empreendedora, pois a gente sabe a potencialidade, aquilo que São Luís tem e representa em relação a tudo isso. Tenho certeza que desse trabalho, de mãos dadas com o Sebrae, quem vai sair ganhando são os micro e pequenos empreendedores e a população de São Luís. E acredito que esses resultados aparecerão, o quanto antes, para o bem da nossa cidade, o mais rápido possível”, acredita o Prefeito Eduardo Braide.

Durante a reunião na Prefeitura de São Luís, as equipes técnicas do Sebrae e do governo municipal também alinharam  detalhes das ações a serem executadas por meio do Programa.

“Estamos iniciando o segundo ciclo do Cidade Empreendedora no estado certos da grande contribuição que nossas ações têm dado aos municípios por meio do Programa. A partir da experiência do primeiro ciclo, observamos que o Cidade Empreendedora contribui não somente para melhoria dos indicadores de desburocratização, como também, para indicadores econômicos e sociais”, enfatizou Leal.

Além de São Luís, o Cidade Empreendedora já recebeu a adesão de cerca de 70 municípios no estado, que serão atendidos pelo Sebrae por meio de uma série de soluções empreendedoras que fazem parte do seu portfólio de soluções que estimulam e favorecem os pequenos negócios locais.