Pacientes recuperados da covid-19 podem doar sangue

As pessoas que tiveram covid-19 podem, sim, doar sangue e ajudar a salvar vidas com este gesto de amor e solidariedade. Contudo, elas podem se dirigir ao hemocentro depois de 30 dias da recuperação da doença. Esta é a única recomendação que muda se caso o doador ou doadora de sangue testar positivo para a covid-19. Os demais critérios para que a pessoa doe sangue continuam iguais, como pesar acima de 50 quilos, ter boa saúde e estar alimentado. Ao ir doar sangue, deve-se usar máscaras e higienizar as mãos.

Saber se pode ou não doar sangue após a covid-19 é uma dúvida que tem afastado doadores de sangue dos hemocentros em todo o país. Uma prova disso é que no ano passado houve uma queda de 20% do número de doações de bolsas de sangue no Brasil, segundo o Ministério da Saúde.

Em março de 2021, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar) e a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa) registraram, em média, a coleta de 150 bolsas de sangue por dia. Isto corresponde a metade do que deve ser coletado diariamente (300 bolsas) para garantir a segurança dos estoques de sangue.

A médica Ana Rachel Rodrigues, explica que os protocolos para a doação de sangue que mudaram com a pandemia não excluem os pacientes de covid-19 da lista de pessoas aptas a doar sangue. “O questionário, que é aquela entrevista individual que os médicos fazem com o doador durante a triagem, vai incluir perguntas relacionadas a covid-19. É fundamental saber se a pessoa teve a doença e quando, se teve contato recente com um paciente de covid-19, se viajou para alguma cidade ou região onde o índice de casos é preocupante”, destaca.

Em situações nas quais o doador teve contato com um paciente de covid-19, o tempo para que ele possa doar sangue é depois de 14 dias, mesmo período em que vai ficar em isolamento social, se resguardando para saber se vai manifestar algum sintoma.

Ana Rachel é infectologista e lida diariamente com vários pacientes acometidos pelo coronavírus. “O que se recomenda é que o paciente de covid-19 volte a doar sangue depois de 30 dias de recuperado. Na verdade, 30 dias depois do desaparecimento dos sintomas e das sequelas”, reforça. Também é importante que este doador tenha recuperado o peso que perdeu durante o tempo em que ficou sintomático. “Se a pessoa ainda estiver sentindo falta de ar e fraqueza, ela ainda não pode doar sangue. Tem que se recuperar totalmente”, orienta a médica do Hapvida.

Serviço:

Requisitos para doar sangue

– Ter entre 16 e 69 anos de idade;

(menores de 18 anos devem estar acompanhados dos pais ou representantes legais)

– Pesar acima de 50 Kg;

– Está em boas condições de saúde;

– Não ter ingerido alimentos gordurosos horas antes da doação;

– Estar alimentado;

– Comparecer ao hemocentro munido dos documentos de identificação.