Geral

Objetos esquecidos no Aeroporto de São Luís são doados à Apae

O Aeroporto Internacional de São Luís (SLZ), administrado pela CCR Aeroportos, doou mais de 600 itens do setor Perdidos e Achados à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). A entrega dos objetos foi realizada pelo gerente, Marcelo Angelim, e sua equipe, à coordenadora de Captação de Recursos da Apae MA, Janaína Sarges.

Os itens doados à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais foram esquecidos pelos passageiros nas dependências do Aeroporto Internacional de São Luís, no período de 30 de março de 2022 a 31 de agosto de 2023. Depois que os objetos são encontrados pelo aeroporto, os pertences ficam no setor de Perdidos e Achados por um período de até 90 dias. No entanto, alguns objetos são descartados imediatamente, como alimentos e itens de higiene pessoal. 

Marcelo Angelim informou que, mesmo com o prazo de três meses, grande parte dos itens doados estava há quase um ano e meio guardada. “A maior parte dos objetos estava guardada no aeroporto há 17 meses. Doá-los à Apae é uma forma de contribuir com o trabalho social desenvolvido pela instituição”, destaca o gerente do Aeroporto de São Luís, Marcelo Angelim.

Entre os itens doados, peças de roupa, calçados, relógios, óculos de sol, jóias e bijuterias, bolsas, brinquedos e malas, por exemplo. Equipamentos eletrônicos com armazenamento de dados, como smartphones e notebooks, não entram na lista de doações devido à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

Sobre a CCR Aeroportos

A CCR Aeroportos é uma divisão de negócios do Grupo CCR que opera 20 aeroportos no mundo, firmando sua presença em quatro países e nove estados brasileiros. Com a recente expansão a empresa se consolidou como uma das maiores operadoras em número de aeroportos no Brasil. Ao todo administra 17 aeroportos brasileiros: São Luís e Imperatriz, no Maranhão; Palmas, no Tocantins; Teresina, no Piauí; Petrolina, em Pernambuco; Goiânia, em Goiás; o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, por meio da BH Airport, e o Aeroporto da Pampulha, em Minas Gerais; Curitiba, Bacacheri, Londrina e Foz do Iguaçu, no Paraná; Navegantes e Joinville, em Santa Catarina; e Pelotas, Uruguaiana e Bagé, no Rio Grande do Sul. No exterior, a empresa opera os aeroportos de Juan Santamaria (Costa Rica), Quito (Equador) e Curaçao (Antilhas Holandesas). Em todas estas operações, a CCR Aeroportos movimenta cerca de 42 milhões de passageiros por ano.