Motorista embriagado é detido pela PRF após causar acidente e não prestar socorro à vítima

Na noite do último sábado (16), no km 10 da BR-135, em São Luís/MA, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou a prisão de um motorista embriagado, após ele se envolver em um acidente grave e sair do local sem prestar socorro. O jovem, de 24 anos, dirigia um Corolla sem placas e deixou um outro motorista gravemente ferido, depois de realizar uma manobra de retorno proibido e colidir com outro veículo. 

De acordo com os primeiros levantamentos realizados pela equipe da PRF que atendeu a ocorrência, o condutor do Corolla perdeu o controle do veículo após realizar um retorno proibido e invadiu a pista no sentido contrário, atingindo um carro modelo Classic. O motorista do carro atingido ficou gravemente ferido e precisou ser socorrido por uma ambulância e encaminhado a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Maracanã, em São Luís/MA.

O motorista do Corolla foi encontrado pela equipe da PRF a cerca de 400 metros do local do acidente. Ele apresentava alguns ferimentos leves e sinais claros de alteração da capacidade psicomotora, como sonolência, confusão mental, hálito etílico e dificuldade de conversar. Após os policiais confirmarem, inclusive através da análise de indícios encontrados no interior do Corolla, que de fato era ele quem dirigia o veículo, o jovem foi submetido ao teste de etilômetro que resultou no valor de 0,93 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões.

Diante dos fatos, o condutor embriagado foi detido pela PRF e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil em São Luís/MA, pelos crimes de lesão corporal culposa na direção de veículo automotor (qualificada pela embriaguez ao volante), omissão de socorro e fuga do local do acidente. 

A embriaguez ao volante gera uma série de riscos significativos, tanto para o motorista quanto para os outros usuários da rodovia. A habilidade do condutor de processar informações, tomar decisões rápidas e coordenar movimentos fica comprometida, aumentando drasticamente o risco de acidentes. Atraso nos reflexos, visão turva e redução da percepção de distância são apenas algumas das consequências físicas da embriaguez. Além disso, o julgamento do motorista também é afetado, levando a comportamentos de risco, como ultrapassagens perigosas e velocidade excessiva. Esses fatores combinados podem resultar em colisões graves, lesões graves e até mesmo fatalidades, tornando a condução sob a influência do álcool uma das principais causas de sinistros no trânsito em todo o mundo.

A PRF, por meio do aumento das fiscalizações, tem buscado coibir essa prática infracional e, em muitos casos, criminosa. Em 2023 mais de 81 mil testes de alcoolemia foram realizados nas rodovias federais que passam pelo Maranhão. Esses testes resultaram em mais de 1.230 motoristas autuados por dirigirem embriagados e 192 pessoas detidas pelo crime de embriaguez ao volante. Já neste ano, mais de 9.600 testes já foram realizados, 253 motoristas foram autuados por dirigirem sob efeito de álcool e 37 detidos pelo crime de embriaguez ao volante.