Giro de Noticias

Maranhão tem escalada no consumo de energia elétrica, mostra CCEE

O Maranhão está numa escalada de aumento do consumo de energia elétrica por causa do crescimento do setor de metalurgia e produtos de metal, de acordo com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE. O estado fechou abril com consumo de 1.612 megawatts médios, completando um ciclo de 12 meses (abril de 2022 a abril de 2023) com crescimento de quase 26% na comparação com o período anterior (abril de 2021 a abril de 2022).
 

Nesses últimos 12 meses a maior parte da energia, 904 megawatts médios, foi utilizada pelo mercado regulado, que abastece residências e pequenas empresas, como o comércio local. Nesse segmento houve um avanço de 3% no comparativo anual, puxado por temperaturas acima da média histórica, cenário que aumenta o uso de equipamentos de refrigeração, como o ar-condicionado.
 

O restante da eletricidade, 487 megawatts médios, foi consumido pelo mercado livre, onde estão a indústria e grandes empresas, como shoppings e redes de varejo. Esse ambiente registrou um crescimento de 117% na comparação com o período anterior, influenciado principalmente por empresas ligadas ao ramo metalurgia e produtos de metal e impulsionado pelo aumento constante da demanda de um grande consumidor do estado.

Sobre a CCEE

A CCEE é uma associação civil sem fins lucrativos responsável por tornar possível a compra e a venda de eletricidade no país e garantir que esse insumo essencial chegue à população e aos setores produtivos. Desde 1999, reúne geradores, distribuidores, comercializadores e consumidores em um único propósito: desenvolver mercados eficientes, inovadores e sustentáveis em benefício da sociedade. Em suas operações, que envolvem tanto o ambiente de contratação livre como o regulado, liquida anualmente mais de R$ 150 bilhões.