Maranhão Sem Queimadas – Corpo de Bombeiros recolhe centenas de garrafas das margens do rio Itapecuru, em Mirador

Mais de 600 garrafas e latas de bebidas alcoólicas foram recolhidas das margens do rio Itapecuru, em Mirador, durante ação do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA). O montante, fruto do descarte irregular de lixo, representa grande prejuízo para o meio ambiente e forte ameaça de combustão. A coleta integra as atividades da operação Maranhão Sem Queimadas, que vem combatendo incêndios florestais em diversos municípios maranhenses.

“Esta é uma das vertentes da operação Maranhão Sem Queimadas, e tem como objetivo a preservação ambiental e a prevenção de situações que possam resultar em fogo e ocasionar incêndios. Fazemos um alerta à população para que descarte o lixo e outros resíduos em lugar correto, e não sejam contribuintes das queimadas e da degradação ambiental. O Corpo de Bombeiros está fazendo sua parte, combatendo estes focos, preservando a natureza, e contamos com o apoio de todos nessa força-tarefa”, enfatizou o comandante geral do CBMMA, coronel Célio Roberto de Araújo.

Com a diminuição dos focos de incêndio na região de Mirador, as equipes foram mobilizadas para atuar na coleta de resíduos das margens do rio Itapecuru. Na ocasião, também foram recolhidas várias embalagens plásticas, que são fáceis condutoras de fogo. A significativa quantidade de lixo recolhido, principalmente garrafas e latas, são elementos de fácil combustão e podem causar incêndios.

Coordenando a ação, o chefe do Núcleo de Aeronaves Remotamente Pilotadas do Corpo de Bombeiros, major Humberto Santana, fez um alerta à população para que não descarte resíduos nas margens dos rios ou em áreas florestais, ato que pode resultar em queimadas. Ele também reforçou que “a operação Maranhão Sem Queimadas vai além do combate aos incêndios florestais; é, também, preservação e cuidado com o meio ambiente”.

A operação Maranhão Sem Queimadas tem apoio da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), sendo executada em 26 municípios. O trabalho prossegue até o mês de novembro.