Justiça do Trabalho no Maranhão contabiliza cerca de 450 mil atos processuais em trabalho remoto

Em boletim semanal divulgado na terça-feira (1º/9), a Coordenadoria de Gestão Estratégica, Estatística e Pesquisa (CGEEP) do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão) revela que a produtividade magistrados e servidores da Justiça do Trabalho no Maranhão (JT-MA) em trabalho remoto totaliza 449.867 atos processuais. A produtividade judicial corresponde ao período de 13 de março a 30 de agosto deste ano. Na última semana, de 24 a 30.8, foram produzidos 22.114 atos processuais.

Produtividade de 13 de março a 30 de agosto: 15.411 sentenças; 25.241 decisões; 7.746 acórdãos; 81.759 despachos; 7.009 alvarás; 6.393 processos baixados na fase de execução; 5.139 penhoras online; e 301.169 documentos juntados aos autos por servidores.

Semana de 24 a 30 de agosto: 711 sentenças; 1.088 decisões; 275 acórdãos; 3.877 despachos; 395 alvarás expedidos; 187 processos baixados na fase de execução; 227 penhoras online; e 15.354 documentos juntados aos autos por servidores.

Retorno gradual às atividades presenciais

A Justiça do Trabalho no Maranhão, em cumprimento ao disposto no Ato Conjunto GP e GVP/CR nº 01/2020, a esteve atuando em sistema de trabalho remoto em toda a jurisdição até esta segunda-feira, 31 de agosto. No entanto, desde terça-feira, 1º de setembro, foi iniciado o retorno gradual às atividades presenciais de até 30% de servidores e estagiários das unidades judiciais e administrativas da JT-MA de São Luís, Bacabal, Santa Inês, Açailândia, Chapadinha, Pedreiras e Pinheiro, conforme o Ato Conjunto GP e GVP/CR nº 08/2020.

Porém, conforme o Ato, o atendimento aos jurisdicionados, advogados e demais usuários externos pelas unidades judiciais e administrativas do TRT da 16ª Região, durante a Etapa 1, continuará sendo prestado de forma remota, pelos e-mails ou telefones disponibilizados no site deste Regional.

Os dirigentes do TRT-MA, desembargadores Américo Bedê Freire, presidente, e José Evandro de Souza, vice-presidente e corregedor, aprovaram o plano de ação para retomada gradual dos serviços presenciais, observando as ações necessárias para a prevenção de contágio pelo novo Coronavírus (Covid-19), conforme o Ato Conjunto GP e GVP/CR Nº 06/2020, 13 de agosto de 2020. No momento as ações concentram-se no eixo da Gestão de Pessoas e Saúde. Os dirigentes contam com o apoio da Comissão de Apoio para o Retorno Gradual ao Trabalho Presencial, instituída pela Portaria do Gabinete da Presidência nº 257/2020. As atividades estão sendo coordenadas pela Diretoria-Geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.