Juiz Carlos Alberto Brito assume a 3ª Vara da Comarca de Pinheiro

O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Joaquim Figueiredo, deu posse, nesta quinta-feira (12), em seu gabinete, ao juiz Carlos Alberto Matos Brito, na 3ª Vara da comarca de Pinheiro, de entrância intermediária.

O juiz era titular da comarca de Penalva e foi promovido pelo critério de antiguidade, em sessão plenária administrativa ordinária, no dia 4 de março deste ano.

O desembargador Joaquim Figueiredo parabenizou o magistrado desejando êxito em sua nova jornada profissional e pedindo o respeito sempre aos jurisdicionados. A leitura do termo de posse foi feita pelo diretor-geral do Tribunal de Justiça, Mário Lobão.

CARREIRA

Carlos Alberto Matos Brito ingressou na magistratura, em agosto de 2015, como juiz substituto e sendo logo titularizado na Comarca de Penalva.

Em Penalva, o magistrado desenvolveu projetos, campanhas educativas e promoveu trabalhos organizados pela Coordenadoria Estadual da Mulher (Cemulher/TJMA), onde atua como juiz assessor. Para garantir a segurança e ambiente mais reservado, o magistrado inaugurou em Penalva, salas de atendimento especial às mulheres e às crianças em situação de violência doméstica e familiar.

Ele disse que a sua expectativa em Pinheiro é de sanar os cerca de 3 mil processos da recém-instalada 3ª Vara Judicial. “Já reuni previamente com os servidores, pretendo desempenhar um trabalho a contento para que esses números sejam reduzidos e para que possamos realizar uma resposta imediata à população”, afirmou o juiz.

A 3ª Vara Judicial de Pinheiro tem competência de processos criminais e execuções penais. A unidade também é responsável pelo presídio regional de Pinheiro.

PERMUTA

O presidente da Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA), juiz Ângelo Santos representou, por procuração, os juízes da Comarca de Imperatriz, Genivaldo Pereira Silva e Ana Beatriz Jorge de Carvalho Maia, que fizeram permuta e tomaram posse, respectivamente, na 2ª Vara Cível e 1ª Vara da Família, em decisão tomada em sessão plenária administrativa ordinária, realizada dia 4 de março do corrente ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.