Japão dá as boas-vindas aos turistas com avanço na reabertura das fronteiras

 A estação mais quente do ano chega mais animada ao Japão com o relaxamento das medidas de contenção da Covid-19. A reabertura das fronteiras japonesas tem movimentado agências de turismo que seguem os protocolos oficiais para receber grupos de visitantes.

Seino Satoshi, Presidente da Organização Nacional do Turismo Japonês (JNTO) comentou a decisão do Japão de receber turistas do exterior após um hiato de mais de dois anos: “Apesar da pandemia, temos trabalhado com o setor de turismo a fim de nos preparar para essa recuperação.  Estendemos as boas-vindas aos turistas internacionais como um primeiro passo na retomada do turismo receptivo.”

O Brasil, ao lado de países como Estados Unidos, Canadá, França e Alemanha, entre outros, está na categoria “azul”, a menos restrita das três categorias – as demais são amarela e vermelha. Isso significa que turistas brasileiros só precisam apresentar um novo visto de entrada que atenda às regras vigentes, no consulado japonês, até três meses antes da viagem e um resultado negativo para Covid-19, tendo realizado o teste em até 72 horas antes do embarque.

O governo japonês manterá, por enquanto, a decisão de receber turistas apenas em grupos organizados por uma agência de turismo credenciada no Japão (ver relação de agências). Estão também mantidas a obrigatoriedade de uso de máscaras – uso antigo e frequente no país, mesmo na ausência de pandemias – e recomendações sobre higiene das mãos e distanciamento social.

Desta forma organizada e cautelosa, o Japão pode oferecer uma experiência bastante segura para os viajantes e para os habitantes, permitindo que todos aproveitem o verão japonês com suas inúmeras e fascinantes atrações.

A JNTO vem trabalhando com agências de turismo, companhias aéreas e todos os players do trade turístico para receber visitantes nos próximos grandes eventos sediados pelo Japão, como o Fórum Mundial de Turismo Gastronômico (organizada pela UNWTO, Organização Mundial de Turismo) em dezembro, a Adventure Travel World Summit (ATWS, uma feira de viagens de aventura organizada pela ATTA, Adventure Travel Trade) em 2023 e a Expo 2025 em Osaka.

Turismo crescente

Antes da pandemia de COVID-19 no início de 2020, o número de visitantes estrangeiros no Japão vinha aumentando de forma constante ano a ano, quadruplicando de cerca de 8 milhões em 2012 para 32 milhões em 2019.  Recentemente, com índices de vacinação crescentes e a evolução dos protocolos para controle da pandemia de COVID-19, o governo japonês pôde revisar as limitações de entrada no país.  O processo teve início em novembro de 2021, com a liberação gradativa do acesso para viajantes a negócios e estudantes internacionais.

Para atender à demanda de turistas do Brasil, a Organização Nacional do Turismo Japonês (JNTO) estabeleceu, em março, um Tourist Information Desk na Japan House São Paulo – JHSP (Av. Paulista, 52) que oferece amplas informações sobre o Japão. Interessados podem visitar o desk da JNTO aos finais de semana e feriados, ou a qualquer momento explorar o site para sugestão de itinerários, dicas de viagem e muito mais.

Sobre a JNTO

A Organização Nacional do Turismo Japonês (JNTO) é um órgão governamental japonês com escritórios em 24 cidades ao redor do mundo. A organização está envolvida em uma ampla variedade de atividades como a divulgação de informações turísticas e variadas campanhas voltadas para os consumidores em geral, companhias aéreas, agências e operadoras de turismo para incentivar turistas internacionais de todo o mundo a visitar o Japão. A JNTO presta consultoria em vendas de pacotes turísticos, sugestões e assistência na criação de itinerários para o Japão, e incentiva associações acadêmicas e industriais a realizar congressos no Japão, além de promovê-lo para as pessoas interessadas. Além disso, publica regularmente estatísticas de turismo e relatórios de mercado. Para mais informações sobre turismo no Japão em português, acesse o site e siga-nos nas redes sociais: Facebook, Instagram e Pinterest.