Humanização na saúde e flagrante de amor entre paciente do HSLZ e Esposo

Uma história de amor e companheirismo que já dura setenta anos! Essa frase resume a relação do o casal Celso Pereira Barbalho e Demeura Saldanha Barbalho  – ela paciente do Hospital HSLZ (Hospital dos Servidores) – onde aconteceu um flagrante de amor que merece todo destaque.

Após sofrer um AVC / Acidente Vascular Cerebral e ser internada no hospital, dona Demeura e seu Celso – ambos com 91 anos de idade – tiveram que ficar separados por alguns dias, enquanto a esposa se recuperava. Mas a saudade bateu mais forte, e seu Celso pediu ajuda à neta Alessandra Barbalho para ajudá-lo a comprar uma lembrança e levar para a esposa, numa demonstração de amor, zelo e carinho. O resultado foi o belo buquê de flores entregue de forma tão carinho pelo dedicado marido à esposa convalescente.

E vale destacar que essa sólida união foi literalmente fruto de um “amor de carnaval”. Celso que nasceu em Floriano (PI) foi servir o exército no Rio de Janeiro, onde conheceu  em pleno cortejo de um bloco de carnaval a jovem paraense Demeura, que estava radicada com a família no Rio. Entre encontro e namoro, o amor entre eles vingou forte e rápido. Em cerca de seis meses estavam casados, e depois vieram residir em São Luís; terra na qual formaram a família que hoje conta com 4 filhos, 9 netos, 7 bisnetos e 1 tataraneto.

Ao entregar flores para a companheira no hospital, seu Celso comoveu familiares além da equipe médica e de enfermagem, num grande exemplo do poder do amor ao longo dos anos e da importância de manter a chama acesa entre um casal mesmo após tantas décadas juntos.

Detalhe: O ato de romantismo do idoso ganhou ainda mais destaque e importância pelo fato de que, marido e mulher, são portadores do mal de Alzheimer, e acabam esquecendo os fatos mais recentes, com grandes lapsos de memória que são comuns nesse tipo de enfermidade.

Mas segundo a filha do casal Nancy Barbalho, chega a impressionar o quanto o elo de amor se manteve entre o casal, que consegue manter vivas as lembranças do passado a dois, conservando o vínculo de amor entre marido e mulher; o que nem mesmo uma doença tão forte e degenerativa conseguiu apagar.

Para Plínio Tuzzolo, Diretor Geral do Hospital HSLZ onde se deu essa cena tão bonita, esse tipo de evento é sempre estimulado pelas equipes médicas e de enfermagem da unidade, que prioriza o atendimento humanizado e acredita no grande papel que a família pode e deve exercer na ajuda à recuperação mais rápida de enfermos:

“O atendimento humanizado do HSLZ procura estimular ao máximo a participação da família na recuperação dos pacientes, e exemplos como o do casal Celso e Demeura Barbalho comprovam na prática o que pesquisas científicas já apontaram, que o amor dos familiares é um grande remédio e impacta muito positivamente no tratamento e recuperação dos pacientes. Esperamos que o exemplo desse casal estimule mais cenas como essas aqui no Hospital dos Servidores”, declarou Tuzzolo.

Com tanto amor e cuidados, a recuperação de dona Demeura foi considerada muito positiva, e a mesma já recebeu alta hospitalar, indo para casa sem nenhum sequela do quadro de AVC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.