O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Governo vai adquirir 200 mil máscaras produzidas por entidades filantrópicas

Dando continuidade ao enfrentamento da pandemia do novo coronavirus (Covid-19) no Maranhão e incentivando a economia local, o Governo do Estado vai adquirir 200 mil máscaras produzidas por entidades filantrópicas. A iniciativa é da Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), que celebrou convênio no valor de R$ 500 mil em parceria com a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) e com a Secretaria de Estado de Relações Institucionais (SRI).

O recurso beneficiará 17 instituições filantrópicas cadastradas no Programa Maranhão Solidário (Nota Legal), que confeccionará e fornecerá os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). As máscaras serão distribuídas pela Sedes para os equipamentos públicos de assistência social e rede não governamental do Estado. 

Para o secretário da Sedes, Márcio Honaiser, o projeto une a necessidade de prevenção ao vírus e o auxílio econômico às instituições sem fins lucrativos que sofreram com os impactos da pandemia em geral.

“As máscaras ajudarão 200 mil pessoas a se prevenirem do Covid-19, enquanto centenas de pessoas amparadas pelas instituições filantrópicas também serão beneficiadas com o recurso da compra dos EPIs. O Governo do Estado tem desenvolvido ações eficientes para prevenir, controlar e minimizar os riscos à saúde da população, sempre buscando parcerias junto aos órgãos estaduais no combate à pandemia”, disse o secretário.

De acordo com o Ministério da Saúde e a Anvisa, o uso das máscaras de tecido tem um importante papel na diminuição dos casos de Covid-19 por impedir a disseminação das gotículas expelidas pelo nariz ou boca, possibilitando uma barreira física no ambiente onde o usuário está inserindo.

Segundo Carmen Vasconcelos, representante da entidade Eugênio Pereira, que foi contemplada com o projeto, o recurso irá ajudar não só as finanças da associação, mas também vai gerar emprego e proporcionar economia aos beneficiários da instituição.

“Vamos confeccionar 30 mil máscaras e para isso vamos contratar seis costureiras aqui da nossa comunidade. Com esse recurso, vamos incentivar o nosso ateliê e produzir o fardamento dos 400 alunos da nossa escola, gerando mais economia aos pais. Só temos a agradecer por termos sido contemplados com esse projeto maravilhoso”, disse a representante.