Governo prepara nova unidade de saúde na Região do Gurupi

O Governo do Maranhão está finalizando mais uma obra de reforma e adequação de unidade de saúde, desta vez no Hospital Regional de Carutapera. A unidade irá beneficiar a população de municípios da Região do Gurupi. Em três meses, o poder público estadual abriu 13 unidades de saúde distribuídas estrategicamente pelo Maranhão para o combate ao novo coronavírus. 

“Estamos dando continuidade ao pacote de obras que nos propomos a implementar durante a pandemia para estruturar a nossa rede pública de saúde. Não só neste momento, para tratamento da Covid-19, mas deixaremos como legado à toda a população do Maranhão após a pandemia”, ressalta o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula. 

A obra do Hospital Regional de Carutapera, que está sendo realizada pela Secretaria de Estado de Governo (Segov), teve a parte civil concluída em apenas 15 dias e agora aguarda a ligação da instalação elétrica e conclusão da usina de oxigênio.

No processo de adequação da unidade foram realizados serviços como instalação de portas; ar-condicionados; louças e metais; esquadrias; instalação e ligação do gerador; ajustes na subestação; revisão do calçamento; revisão e readequação da parte elétrica da área antiga do hospital; instalação de refletores na parte externa; além da instalação de uma caixa d’água de 15.000 litros; entre outras adequações. 

Ampliação da rede

Desde antes da confirmação do primeiro caso da Covid-19 no Maranhão, o Governo do Estado organizou um planejamento para montar uma rede estadual de saúde descentralizada, a maior rede pública de saúde que o estado já teve. Abrindo novas unidades e ampliando as já existentes em todas as regiões.

Hospitais Regionais e Macrorregionais são, ainda mais, referência para atendimento público estadual e estão distribuídos em cidades estratégicas: São Luís, Paço do Lumiar, Pedreiras, Barreirinhas, Paulino Neves, Chapadinha, Caxias, Presidente Dutra, Timon, Bacabal, Timbiras, Alto Alegre, Peritoró, Balsas, Grajaú, Monção, Coroatá, Imperatriz, Lago da Pedra, Santa Inês, Santa Luzia do Paruá, Pinheiro, Viana e Itapecuru Mirim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.