.

Governo do Estado retoma capacitações presenciais do programa Mais Renda

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), retomou as capacitações de forma presencial do Programa Mais Renda. Os treinamentos foram retomados nesta semana para os empreendedores informais dos municípios de Cururupu e Matinha: sendo 50 beneficiários em Cururupu e 30 em Mantinha. A última capacitação ocorreu no ano passado, em meados de julho, de forma reduzida – na unidade móvel, por conta da pandemia. Vale ressaltar que todas as normas de segurança sanitária estão sendo tomadas.

Para o gestor da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), Márcio Honaiser, a retomada das capacitações de forma presencial tornam mais fácil um melhor desempenho dos beneficiários na hora do aprendizado. 

“A equipe do Mais Renda retomou, esta semana, as atividades de treinamentos de forma presencial nos municípios maranhenses, após mais de um ano suspensas por conta da pandemia. As capacitações irão tirar milhares de pessoas da informalidade, além de gerar emprego e renda nesses municípios, em tempos tão difíceis como esses”, explicou o secretário.

Márcio Honaiser pontua, ainda, que a capacitação é a segunda etapa da implantação do Programa Mais Renda nos municípios. “Primeiro temos a seleção dos beneficiados, depois a capacitação e após essa etapa os beneficiários estão aptos a receber seus equipamentos e prontos par gerar movimentação financeira nos municípios, além de incentivo ao empreendedorismo”, conclui.

O Programa Mais Renda tem o objetivo oportunizar a inclusão produtiva de famílias em situação de vulnerabilidade social, através da inserção e da organização dos empreendimentos existentes na informalidade, buscando ampliar a renda desses trabalhadores.

Uma das selecionadas para a curso de Manicure e Pedicure, a cururupuense Leonice dos Santos Reis agradeceu pela oportunidade, ela foi uma das selecionadas para capacitação pelo Mais Renda. 

“Estou grata por ter sido selecionada para essa capacitação e dizer que estou satisfeita com tanto aprendizado. Essas capacitações vão me enriquecer ainda mais de conhecimento e me preparar para o mercado de trabalho. Feliz em fazer parte do Mais Renda”, agradeceu Leonice.

Além de Leonice, outros 49 moradores de Cururupu vão estar até sexta-feira (27) sendo capacitados nos seguimentos da alimentação, beleza e corte e costura. Nesses dois primeiros dias, estão sendo trabalhados em sala de aula os eixos humano e gerencial. E, nos últimos três dias, serão trabalhados os eixos técnicos, abordando as boas práticas de manipulação de alimentos e biossegurança em salão de beleza, com aulas práticas. 

O prefeito de Cururupu, Aldo Lopes, agradeceu a parceria com o Governo do Estado através da Sedes, reforçando que a capacitação é um reforço para a qualificação profissional dessas pessoas.

“Estávamos todos ansiosos para o retorno desses encontros que tem como objetivo o aprendizado e a qualificação profissionais dessas pessoas e tenho a certeza que todos os beneficiários do Programa Mais Renda após esse treinamento estão aptos para receberem seus equipamentos e, assim, gerarem renda para seus sustentos e de suas famílias”, disse.

Matinha

Essa mesma capacitação está ocorrendo de forma simultânea no município de Matinha, para 30 beneficiários do programa, sendo 16 da área de alimentação, 2 de confeitaria, 3 na área da costura, 4 no seguimento cabeleireiro e 5 de manicure.

Em Matinha, uma das capacitadas na área da beleza, Ana Cecilia, fala que através do Programa Mais Renda vai poder captar mais clientes e ter uma renda melhor.

“Quero agradecer ao secretário Márcio Honaiser pela oportunidade de participar do Programa Mais Renda e dizer que além do aprendizado também vou ter a oportunidade de aumentar a minha renda com o recebimento do kit de manicure e pedicure”, comentou.

Para participar das capacitações do Programa Mais Renda é necessário estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal; prestar serviços no ramo de alimentação, da beleza, de costura e da confeitaria; não possuir equipamentos ou os mesmos estarem em situação precária; comprovar certificados e/ou declaração de capacitação para os beneficiários  da beleza (cabeleireiro, manicure e pedicure); não ser funcionário público; não trabalhar com carteira assinada e ser maior de idade.