Governo do Estado destina R$ 700 mil ao artesanato maranhense

A primeira etapa da produção artesanal dos contemplados no edital de Fomento ao Artesanato da Lei Aldir Blanc começou a ser entregue na quarta-feira (9) ao Governo do Estado. Em parceria, as Secretarias de Estado do Turismo (Setur) e a de Cultura (Secma) organizaram a seleção, com o objetivo de gerar oportunidade de trabalho e renda aos artesãos durante a pandemia da Covid-19. 

Aproximadamente R$ 700 mil serão investidos nesta primeira fase, para 130 artesãos. Este valor passará de R$ 1 milhão com a prorrogação da entrega de produtos, a ser divulgada neste mês. 

Segundo o secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior, o Governo do Maranhão foi pioneiro no lançamento de editais para auxiliar o trade turístico, incluindo o artesanato. Ele informa que foram 5 editais no auge da pandemia. “A Lei Aldir Blanc chega para se somar a esses esforços. Esse novo edital também fará com que nossa arte seja compartilhada na recepção de turistas, autoridades e demais convidados, com a finalidade de promoção dos atrativos turísticos e da produção artesanal maranhense”, afirmou.

No edital, foram contempladas tipologias como itens em azulejaria, couro, cerâmica vitrificada, pintura à mão livre com porcelana, fibra do buriti e artesanato indígena, artesanato em palha de buriti, rendas, tapetes feitos de palha de carnaúba e peças produzidas em madeira, cerâmica e tecido, bumba meu boi, biojoias, entre outros.

“O artesanato irá compor o acervo da Governo onde serão utilizados em feiras, eventos, oficinas e afins, na renovação dos acervos das Casas de Cultura e de convidados” explica o secretário de Estado de Cultura, Anderson Lindoso.

O artesão de cerâmica, Raimundo Diniz, explica que o auxílio veio em boa hora, pois as vendas diminuíram”. Além de gerar renda, é uma oportunidade de mostrar nosso trabalho para além das fronteiras do nosso estado”, informou.

As entregas estão sendo feitas de forma escalonada para a Superintendência de Artesanato do Maranhão, localizada no Ceprama, no bairro da Madre Deus, e na Superintendência de Turismo Lençóis e Delta, localizada no município de Barreirinhas.

O Governo do Maranhão recebeu R$ 61,3 milhões e repassou aos profissionais por meio de seis editais de fomento cultural – Conexão Cultural 3, Oficinas Artísticas, Fomento a Projetos Culturais, Fomento à Literatura, Aquisição de Ativos do Artesanato e Fomento a Projetos Audiovisuais – e via Renda Básica Emergencial da Cultura.