O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

 Governo convoca aprovados em concurso da AGED

O governador Flávio Dino anunciou a convocação de 36 aprovados em concurso da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED). Os novos servidores vão reforçar o quadro de técnicos da instituição e somar nas diversas atividades do órgão, em todo o Maranhão. Foram chamados 10 auxiliares, 20 técnicos, 5 fiscais engenheiros agrônomos e 1 fiscal engenheiro florestal.

A diretora geral da AGED, Fabiola Ewerton, destacou a ação de Governo e pontuou a importância deste incremento profissional para a instituição. “É com muita satisfação que recebemos essa notícia, de que o quadro técnico da AGED vai ser reforçado. Esses 36 profissionais vão somar e contribuir bastante para o nosso efetivo, que já desenvolve um grande trabalho no Maranhão. Estávamos precisando desse incremento e a expectativa está grande”, frisou a gestora.

Fabiola Ewerton explica que, por conta da Lei Complementar 173, de 2020, havia impedimento para convocação de concursados entre 2020 a 31 de dezembro de 2021. Houve a primeira convocação, no início de 2019, quando foram chamados 22 veterinários e mais seis excedentes desse cargo. 

“O concurso é de 2018, já na gestão do governador Flávio Dino. Nesta primeira chamada, os servidores atenderam uma forte demanda por este profissional, que tem crescido no Maranhão”, diz a gestora. Ela explica que houve um avanço no número de estabelecimentos que se registram no Serviço de Inspeção Estadual, coordenado pela AGED. 

A gestora enfatiza que as convocações eram muito aguardadas. “Esperávamos muito os demais aprovados. Assim que foi suspenso esse impeditivo da lei, prontamente o governador atendeu nossa demanda e reiniciou o chamamento dos concursados. Estamos com grandes expectativas para, cada vez mais, melhorar o serviço que a AGED presta para a sociedade maranhense”, frisou Fabiola Ewerton.

A distribuição destes novos servidores ainda será definida. Os locais para a lotação vão considerar a escolha feita no ato da inscrição e obedecendo critérios de classificação. O processo é coordenado pela Secretaria de Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência aos Servidores (Segep).