Funac é classificada em 1º Lugar no Prêmio Magno Cruz

A Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) ficou em 1º lugar no Prêmio “Magno Cruz” de Direitos Humanos, do Governo do Maranhão, com o Projeto LeiturAtiva, do Centro Socioeducativo de Internação do Vinhais. A Funac concorreu na Categoria 2, Ações desenvolvidas por órgãos públicos do Estado do Maranhão (Instituições Estatais).

O prêmio é promovido pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e tem como objetivo selecionar ações de destaque de pessoas físicas e pessoas jurídicas nas áreas de promoção e defesa dos direitos humanos no Maranhão. O prêmio celebra a memória de Magno Cruz, ativista maranhense reconhecido nacionalmente pela sua combativa atuação no campo dos direitos humanos e na luta do movimento negro e quilombola.

Para a presidente da Funac, Sorimar Sabóia, o prêmio é motivo de gratidão e reconhecimento do trabalho de toda a equipe. Ela destacou ainda que os adolescentes nos Centros Socioeducativos da Funac participam de vários projetos relacionados a leitura. “Cada unidade tem o seu cantinho de leitura e isso está inserido dentro da nossa atividade de escolarização. Oportunizar isso para os adolescentes é ampliar seus horizontes, é investir no seu futuro para que eles vislumbrem novos caminhos, fazer com que eles tenham gosto e apreço pela leitura. Os socioeducandos sabem que participar dessa atividade vai ser um ponto positivo na seu Plano de Atendimento Individual (PIA) e seu crescimento pessoal”, afirma. 

A diretora do Centro Socioeducativo de Internação do Vinhais, Josenilde Diniz, ressalta que a premiação em 1º lugar tem uma importância muito grande para toda a equipe no Centro Socioeducativo. “Nós temos nos esforçado muito para trabalhar o eixo da educação. O nosso projeto estar concorrendo ao prêmio é de muita importância e empolgação para que possamos desenvolver o nosso trabalho cada vez melhor. Esse é um momento para dar visibilidade as ações das medidas socioeducativas e o trabalho realizado com os adolescentes na unidade, que é um trabalho humanizado, para que a sociedade mude seu olhar sobre o adolescente que cumpre medidas socioeducativas”, pontua.

LeiturAtiva

O projeto LeiturAtiva parte de um olhar da equipe técnica da Funac e professores da Escola Professor Nascimento de Moraes, junto aos socioeducandos, na perspectiva de incentivo à leitura no Centro Socioeducativo de Internação dos Vinhais. Tem como objetivo oportunizar a prática da leitura como instrumento de ressocialização, despertando o interesse pela leitura e escrita de forma espontânea e prazerosa aos adolescentes e jovens em cumprimento de medida socioeducativa privativa de liberdade.