Férias trazem a oportunidade perfeita para a realização do check-up infantil

As férias chegaram e aquela desculpa da falta de tempo como um empecilho para fazer o check-up da criançada já não faz mais sentido, para a maioria dos responsáveis. Para muitos, esta é a hora ideal para monitorar o atual estado geral da saúde dos filhos, aproveitando a disponibilidade das crianças neste período.

O médico pediatra do Sistema Hapvida, Guilherme Steinmetz, afirma que a procura realmente é maior durante o período de férias. “Os pais e responsáveis pelas crianças chegam ao consultório com o objetivo de fazer uma investigação minuciosa, através dos exames e verificar se há alguma doença presente”, comenta.

Guilherme explica que ainda existe a falsa impressão que o check-up é uma prática apenas para adultos, o que é errado, pois desde o recém-nascido, existem exames para monitorar totalmente a saúde do bebê, como o teste do pezinho, da orelhinha, olhinho e coraçãozinho.

Por que o check-up infantil é importante?

O pediatra explica: “Muitas doenças não manifestam os sintomas. Cometemos o equívoco de sempre julgar que as crianças estão bem simplesmente pela aparência, mas por dentro, sempre há o risco de haver alguma doença silenciosa. Por isso, a importância de fazer os exames como prevenção e segurança, alerta o médico”.

Prevenção é a palavra-chave. Através do check-up infantil é possível diagnosticar doenças de forma precoce e iniciar o tratamento sem que esta enfermidade se torne algo mais grave e preocupante.

Qual o intervalo de tempo ideal?

O espaço de tempo entre os check-ups, aconselhado pelo pediatra, é de um ano. Este intervalo faz um mapeamento eficaz entre as possíveis doenças atuais e futuras, mas quando há um histórico específico de alguma enfermidade que requer mais cuidado e monitoramento ou diferença de idade, talvez este tempo entre os exames possa ser reduzido. Nestes casos, o especialista médico aconselhará a melhor forma de intercalar esses exames.

O que é mais identificado?

Guilherme explana que, de modo geral, as doenças mais comuns identificadas no check-up infantil são a anemia, o colesterol alterado (cada vez mais preocupante entre as crianças), carências nutricionais, problemas com hormônio e cuidados com o coração, principalmente na fase adolescente, onde as atividades e esforços físicos exigem mais do sistema cardíaco.