Entrevista: Começam as aulas do novo curso de Medicina de Açailândia

 O Diretor Geral da Faculdade de Medicina de Açailândia, Marcos Diego, fala nesta entrevista sobre os detalhes e o impacto que o início das atividades acadêmicas traz de positivo para a cidade e para toda a região.

Como serão realizadas as aulas (de forma remota ou presencial visto a pandemia em que vivemos) e que atividades estão acontecendo nesse início das atividades acadêmicas?

As aulas começam de forma remota, sendo que as aulas práticas serão confirmadas de acordo com os decretos sobre a pandemia e índices epidemiológicos do Covid-19 na região. Nossas atividades da semana começaram com a ‘Semana Onboarding’, um evento remoto que fez a recepção e a integração dos estudantes junto à faculdade. Eles tiveram a oportunidade de conhecer através de uma videoconferência, a estrutura, a equipe de coordenação, os professores e demais detalhes que farão parte da rotina de estudo.

Como foi o processo de autorização junto ao Ministério da Educação (MEC)?

A Faculdade de Medicina de Açailândia (FAMAC) foi credenciada pela Portaria Nº 120, de 02 de março de 2021, e o curso de Medicina foi autorizado por intermédio da Portaria n.º 192, de 04 de março de 2021.

 Que impacto uma nova faculdade de Medicina em Açailândia traz para a região?

Temos um compromisso efetivo para com o desenvolvimento da região, buscando não só o atendimento da vocação regional, mas o desenvolvimento de novas perspectivas que estimulem a atividade econômica, social e cultural de sua área de abrangência. Ressaltamos, ainda, o papel que exercemos como instrumento de democratização das oportunidades sociais.

E sobre a estrutura que os acadêmicos terão disponível para o desenvolvimento acadêmico?

A Faculdade de Medicina de Açailândia possui um auditório de 250 lugares; seis consultórios de simulação e atendimento aos pacientes; dois laboratórios do eixo morfofuncional; um laboratório de microscopia; um laboratório de microbiologia; dois laboratórios de simulação realística; biblioteca com salas e cabines individuais de estudo; seis salas de tutoria e uma sala para Iniciação Científica e Tecnológica.

Quantos alunos e bolsas a faculdade terá anualmente?

Teremos 50 acadêmicos por ano, com 5 bolsistas integrais.

Quais os compromissos da instituição junto aos acadêmicos?

Com a qualidade da educação, elemento indispensável para o desenvolvimento do país, aliado ao ideal de sustentabilidade, uma vez que educar para um mundo sustentável é premissa básica para o desenvolvimento da cultura de preservação das perspectivas de futuro. O aluno é nossa razão de ser, valorizamos e reconhecemos o mérito do maior ativo que possuímos: nossa gente. Além disso, devemos criar e ousar sempre; sermos simples, ágeis e austeros; buscar resultados extraordinários com paixão e método; agindo sempre com ética; de não tolerar desvios de conduta, de perseguir a excelência na prestação de serviços dentro e fora da sala de aula; e de tratarmos as pessoas como gostamos de ser tratados.

Quais os diferenciais que a faculdade oferece para a sociedade?

Temos um corpo docente com experiência em metodologias ativas; práticas simuladas nos laboratórios e nos campos de saúde do SUS de Açailândia desde o início do curso; infraestrutura moderna, alinhada aos avanços da Medicina no Século XXI; programas de residência dentro da própria organização, para os quais o aluno pode ser encaminhado e seremos uma referência na formação de médicos na região.