Entrega de novas rodovias muda a vida da população local: “Antes era um sofrimento. Hoje tá uma maravilha”

“Essa estrada era ruim demais. Só tinha poeira e lama. Agora melhorou muito para gente.” Essa é a avaliação de José da Conceição sobre a obra de revitalização e sinalização da MA-119, rodovia estadual entre os municípios de Paulo Ramos e Vitorino Freire, na região de Pindaré, que acaba de ser entregue. 

Seu José mora há mais de maio século no povoado Morada Nova, que fica às margens da MA-119. Foram décadas de espera, mas só agora a estrada foi recuperada: “Acabou a lama, acabou a poeira”.

O que antes era apenas lama e causava atolamentos de veículos deu lugar a uma estrada segura com asfalto novo e sinalização vertical e horizontal. Ao todo são 18 quilômetros de estrada recuperada que melhorou a mobilidade ao dar condições de tráfego rápido e seguro à população. 

“Antes essa estrada era um sofrimento. Para ir às cidades próximas, a gente demorava uma hora e meia, carro e moto atolando, as pessoas caindo… Hoje tá uma maravilha, hoje você faz em 15 minutos o trajeto que demorava horas. Isso trouxe muita melhoria para nós”, pontua Francildo Mesquita, morador de Paulo Ramos.

MA-245

O Governo do Maranhão também entregou a obra da MA-245, entre Lagoa Grande e Lago da Pedra. Entre a população desses dois municípios, o sentimento também foi realização, já que a rodovia de 65 quilômetros de extensão interliga 15 povoados da região e é mais uma rota para quem trafega entre as cidades de Itaipava do Grajaú e Barra do Corda. 

“Antes dessa estrada, a gente sofria muito. A gente para ir para Lago da Pedra demorava três horas de carro, e agora você leva uma hora. Para mim melhorou muito. Tá boa a estrada que o governo fez, eu agradeço muito. Era o que tinha que ser feito para melhorar nossa vida, das famílias, dos idosos e dos jovens”, pontua o agricultor Luiz Vieira, 66 anos.  

Foram investidos mais de R$ 78 milhões na recuperação dos dois trechos, que juntos somam cerca de 83,4 quilômetros. A revitalização dessas duas rodovias no oeste maranhense não só facilita a mobilidade entre cidades, como interliga regiões do estado, fator que facilita o escoamento da produção e impulsiona à economia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.