Em 2 anos, Maranhão aumenta em quase 40% número de municípios que aderiram ao Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional

As políticas de Segurança Alimentar e Nutricional vem se destacando ao longo dos anos no Maranhão. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), promove diversas ações para a erradicação da insegurança alimentar, entre as quais: a expansão da rede de restaurantes populares e o fortalecimento do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) no estado, que saiu de 33 municípios adesos em 2018 para 51 municípios adesos em 2020, um aumento de 40% nas adesões.

O Sisan tem o objetivo de assegurar o Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA). Desde a sua criação, avanços legais e institucionais têm garantido a sua construção como estrutura responsável pela implementação e gestão participativa da Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional em âmbito federal, estadual e municipal. Esta construção acontece, de forma paulatina, num trabalho contínuo de dedicação, articulação e priorização política dos setores envolvidos. As instâncias do Sisan funcionam plenamente na esfera Nacional: Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) e Conferências de Segurança Alimentar e Nutricional.

Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Marcio Honaiser, a adesão dos municípios ao Sisan faz parte de uma das maiores estratégias de fortalecimento da segurança alimentar no estado, executada pela Sedes. “Para superar o alto índice de insegurança alimentar no estado, precisamos unir esforços entre Governo e sociedade para que sejam registrados avanços na construção do Sisan e redução dos índices de insegurança alimentar e nutricional”, afirmou o secretário.

Entre as ações de fortalecimento da segurança alimentar e nutricional do Maranhão, estão o assessoramento e mobilização dos municípios para a implantação do Sisan e elaboração de Planos Municipais de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN); implantação, expansão e reestruturação de equipamentos de SAN; articulação de ações intersetoriais e o estabelecimento de parcerias nas esferas públicas e privada para execução das ações de SAN; potencialização de ações de SAN já existentes, através de assessoramento e da capacitação de gestores, técnicos e agentes sociais de SAN; celebração de convênios e contratos; monitoramento das ações da Política de SAN nos municípios; acompanhamento e avaliação do estado nutricional do público atendido nos equipamentos de SAN; e a articulação junto a outros setores públicos e privados para promoção da alimentação saudável.

Restaurantes Populares

Além da oferta de refeições balanceadas por nutricionistas, a rede de Restaurantes Populares no Maranhão, que é a maior do Brasil, oferece cursos de capacitação em Educação Alimentar e Nutricional de forma contínua em todo o estado. O Maranhão conta ainda com mais um equipamento de segurança alimentar, o Banco de Alimentos, que promove a arrecadação e distribuição de alimentos desperdiçados, mas que estejam próprios para o consumo, a fim de atender famílias em situação de vulnerabilidade social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.