.

Dia da Consciência Negra é celebrado com Missa de Ação de Graças

Reconhecido como o primeiro quilombo urbano do Maranhão, o bairro da Liberdade, próximo ao centro de São Luís, foi o local escolhido para celebração de uma missa em Ação de Graças em deferência ao Dia da Consciência Negra, comemorado neste domingo, dia 20 de novembro. 

A data relembra a história de vida e a luta das referências do povo negro do Maranhão. O Dia da Consciência Negra também demarca o legado dos negros que migraram de maneira forçada para o Brasil, e que muito influenciaram nossa cultura como: culinária, vocabulário, história, costumes, dentre outros aspectos.

O secretário de Estado da Igualdade Racial (SEIR), Gerson Pinheiro, representou o Governo do Maranhão durante a celebração. Gerson lembrou que a data marca a luta da comunidade negra por mais espaço na sociedade e direitos iguais. 

“Essa missa do negro aqui na Liberdade é uma missa que clama por igualdade, para que o Maranhão e o Brasil reconheçam a importância da população negra nessa luta e a importância de estarmos reforçando os nossos quilombos, para que a gente possa ter visibilidade, ter a inclusão das pautas do povo negro junto à iniciativa privada e ao poder público”, sublinhou Gerson Pinheiro. 

A estrela maranhense do basquete, Iziane Castro, também participou da missa. Negra, ativista social e moradora da Liberdade, Iziane avalia que a data deve ser celebrada para fortalecer o combate ao racismo e o respeito à diversidade étnica.  

“É importante sempre lembrar da importância da consciência negra para o combate ao racismo. Saber do nosso valor, da nossa identidade, para que combatamos o racismo de uma forma mais humana, entendendo que as pessoas são todas iguais e que o respeito e o amor ao próximo é o mais importante. A igreja consegue celebrar isso com o exemplo do próprio Jesus Cristo”, avaliou a atleta. 

Dia da Consciência Negra

Instituído pela Lei nº 12.519/2011, o Dia da Consciência Negra faz referência à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, morto por bandeirantes em 1695. A data relembra a luta dos negros contra a opressão.  

O Dia Nacional da Consciência Negra tem por finalidade relembrar a luta e a resistência dos 4,6 milhões de africanos que foram trazidos para o Brasil para trabalhar como escravos, principalmente nas lavouras de cana-de-açúcar ou executando serviços domésticos, sem acesso a direitos como educação, saúde, moradia e cidadania.