Crescimento de 2,9% na agropecuária é destaque em publicação do Imesc sobre atividade econômica

O Índice de Atividade Econômica do Maranhão, referente ao 4º trimestre de 2020, traz resultados do setor agropecuário, que, no acumulado do ano, apresentou crescimento de 2,9%. A publicação foi lançada nesta quarta-feira (14) pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Programas Estratégicos (SEPE).

O índice trimestral de atividade econômica é um indicador elaborado pelo Imesc que se propõe a estimar o nível de atividade econômica dos setores da economia estadual. “Apesar do Produto Interno Bruto (PIB) ser considerado o principal indicador de atividade econômica, apresenta defasagem de dois anos, por conta das pesquisas estruturais utilizadas no cálculo. Nesse sentido, o índice trimestral desta publicação visa acompanhar a atividade econômica estadual com uma menor defasagem temporal e levando em consideração informações tempestivas da realidade estadual”, explica o presidente do Imesc, Dionatan Carvalho.

A agricultura apresentou desempenho positivo, com forte influência dos principais grãos cultivados no estado. Enquanto a pecuária apresentou retração, influenciada pela paralisação das atividades econômicas durante a pandemia, que gerou um ambiente de incerteza.

Estes resultados podem ser explicados pelo desempenho do setor agrícola que, de acordo com a estimativa do LSPA (dezembro de 2020), a colheita de grãos deverá ser de 9,9% maior que 2019. No mesmo período, a soja e o milho apresentaram crescimento de 7,5% e 15,7%, respectivamente.