Comitiva da OPAS conhece experiência do Maranhão de combate à Covid-19

Especialistas da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) visitaram nesta semana unidades que são referência para combate ao novo coronavírus (Covid-19) instaladas em São Luís, Pinheiro, São José de Ribamar e Santa Inês. A visita fez parte de agenda da OPAS no Maranhão, realizada com a intenção de promover a troca de experiências, de forma que as medidas positivas adotadas sejam observadas e replicadas em outros lugares do país.

Os integrantes da comitiva puderam avaliar de perto os trabalhos realizados, bem como dialogar com profissionais que estão na linha de frente contra a doença. As estruturas referência visitadas na terça-feira (25) foram a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bacanga, o Hospital de Cuidados Intensivos (HCI) e Hospital de Campanha de São Luís, de gestão do estado; e, ainda, o Hospital Universitário da UFMA (HUUFMA) e Unidades Básica de Saúde (UBS), de gestão federal e municipal, respectivamente. As visitas continuam até o dia 28 de agosto.

De acordo com a técnica da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Nayanne Lara Rocha, a visita evidencia o combate eficiente contra a Covid-19 no Maranhão. “Ao virem observar de perto o nosso fluxo de atendimento, eles também pontuam melhorias que podem ser feitas. Além disso, também poderão levar para outras localidades as nossas experiências exitosas, promovendo o diálogo entre Estados”, destacou.

Para a coordenadora de Vigilância, Preparação e Resposta a Emergências e Desastres do escritório da OPAS, Maria Almiron, em todas as unidades referência já visitadas foi observado o cuidado que a gestão estadual teve e tem em dar respostas rápidas. “Assim que os primeiros casos ainda fora do Brasil foram confirmados, viu-se uma intensa preparação de toda a comunidade do setor de saúde. Tanto que, hoje, o Maranhão está em uma fase onde estão sendo tratadas as sequelas, com a montagem de uma estrutura que dê a atenção necessária aos pacientes que já passaram pela Covid-19 e que ainda precisam de cuidados”, avaliou. 

Uma das unidades visitadas foi o Hospital de Cuidados Intensivos (HCI), estrutura inaugurada pelo Governo do Estado para dar acolhimento aos casos graves de infecção pelo novo coronavírus. “Buscamos mostrar a qualidade do atendimento prestado pelo SUS. Não é porque é público que a qualidade será inferior, mas excelente, melhor ou tão bom quanto um atendimento oferecido na rede particular”, enfatizou o diretor clínico da unidade, Marcio Grangeiro.

A visita da OPAS conta com o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e a organização veio ao Maranhão como parte de uma série de missões que estão sendo executadas em vários estados do Brasil. Ao todo, são 14 especialistas, das áreas da Vigilância Sanitária, Assistência, Laboratório e Comunicação, oriundos dos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *