Com UTI Aérea, Governo reforça assistência a pacientes da Região Tocantina

O Governo do Estado está fortalecendo a assistência aos pacientes com a Covid-19 na Região Tocantina e somando esforços para controle da pandemia do novo coronavírus na região. Além da abertura de leitos exclusivos, o poder público estadual definiu um fluxo para o transporte de pacientes graves através do serviço de UTI Aérea, que oferece toda a estrutura necessária para a segurança do paciente. Só em 2021, o Governo do Maranhão já transportou 44 pacientes para a capital maranhense.

No fim da tarde de quinta-feira (25), mais uma pessoa foi transferida de Imperatriz para São Luís. O paciente José Primo Rodrigues Neto, de 53 anos, foi transportado em uma UTI Aérea. A aeronave turbo decolou na Região Tocantina, às 16h, e pousou em São Luís às 17h10.

A aeronave utilizada é aparelhada com estrutura de UTI, incluindo respiradores e equipe médica, garantindo o monitoramento em tempo real. O paciente foi encaminhado em seguida para o Hospital de Cuidados Intensivos (HCI), uma das unidades de saúde referência no tratamento da Covid-19 na capital maranhense.

“Todas as estratégias que estão ao nosso alcance estão sendo postas em prática para garantir o melhor atendimento a quem precisa de assistência médica em Imperatriz e região, seja abrindo leitos ou transportando os pacientes que necessitam. Nossa missão é cuidar das pessoas. Em breve, teremos um Hospital de Campanha na cidade, que vai somar aos leitos que dispomos”, informou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Mais investimentos

Imperatriz, segundo maior município do estado, conta com 55 leitos de UTI e 106 de enfermaria exclusivos para atendimento a pacientes com a doença. Como estratégia para reforçar o atendimento na região, o Governo do Estado iniciou a implantação do Hospital de Campanha em Imperatriz, que vai funcionar no Centro de Convenções.  Serão disponibilizados 60 leitos no hospital. Destes, 10 serão destinados para Unidade de Terapia Intensiva (UTI).