.

Chico Carvalho tem proposta de ações de combate a Covid-19 aprovadas na Câmara

A Câmara Municipal de São Luís tem feito sessões virtuais para os vereadores votarem propostas relacionadas a ações de combate ao novo coronavírus. Esta semana, Francisco Carvalho (PSL) apresentou três requerimentos solicitando a Prefeitura de São Luís disponibilidade de medicamentos usados nos casos da Covid-19 e também atendimentos médico e vacina em domicílio para idosos e pessoas com dificuldades de locomoção.

No requerimento 195/2020, Chico Carvalho solicita ao Poder Executivo que sejam disponibilizados testes rápidos em todos os postos de saúde de São Luís. Além disto, o vereador pede ainda que “seja implantado um painel informativo, visível e acessível, com a atualização clínica diária da situação dos pacientes internados nas unidades administradas pelo município de são luís, entre elas: hospital da mulher”.

Esta proposta foi aprovada na sessão remota da segunda-feira, 11.

Outra solicitação ao prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT), também aprovado pela Câmara, foi a de disponibilização dos medicamentos Hidroxocloroquina, Cloroquina e Azitromicina, para que os médicos ao prescrever os remédios já forneçam aos pacientes.

Foram para análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) os requerimentos 074/2020 e 075/2020. Primeiro dispõe sobre “autorização de realização domiciliar de testes laboratoriais gratuitos nas pessoas idosas e com dificuldades de locomoção, com sintomas de Covid-19 no âmbito do município de São Luís, enquanto permanecer o estado de calamidade pública decretado pelo governo”.

O requerimento 075/20 solicita à Prefeitura o pagamento de adicional de insalubridade aos auxiliares (motoristas, serviços gerais, maqueiros), técnicos de enfermagem, enfermeiros e técnicos superiores de saúde.

Escolas
Na semana passada, os vereadores de São Luís aprovaram outra proposição do vereador Chico Carvalho: a que prevê redução de até 30% no valor das mensalidades escolares da rede privada de ensino da capital.

A proposta já foi para sanção do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.