CDL São Luís orienta quem perder docimentos a usar serviço SPC Alerta

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) realizaram uma pesquisa nacional com consumidores e 68% dos que vão gastar no Carnaval revelaram ter medo de sofrer algum golpe ou ser vítima de violência. A mesma pesquisa mostrou que em cada dez entrevistados, dois já foram vítimas de alguma fraude ou sofreram algum transtorno durante o Carnaval do ano passado, decorrente perda de documentos pessoais e cartões de crédito ou débito.

De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís ninguém está totalmente livre de passar por situações de golpe, furtos ou roubos, ainda mais durante eventos de massa como o Carnaval. Mas é possível diminuir as chances de prejuízos futuros. As informações sobre documentos roubados, furtados ou extraviados, contidas em boletim de ocorrência alimentam o banco de dados da CDL São Luís, por meio do SPC Alerta.

Em caso de perda, roubo, furto ou extravio de documentos pessoais, como CPF, o consumidor deve comparecer pessoalmente até um balcão de atendimento da CDL São Luís, na sede da Rua da Estrela, no Viva Cidadão e no Dal Plaza (Cohab), com o boletim de ocorrência em mãos para fazer gratuitamente um ‘Alerta de Documentos’. Esses locais de atendimento estarão funcionando à partir da quarta – feira de cinzas (06.03).

À partir destas informações o risco de fraudes fica reduzido, pois os estabelecimentos comerciais serão informados, e caso haja utilização indevida dos documentos para solicitação de crediário ou financiamento, por exemplo, o lojista consultando o SPC pode evitar a fraude.

Além disso, a CDL também possui o “SPC Avisa”, um serviço que pode ser contratado por pessoas físicas e jurídicas para receber informações, em até 24 horas, sempre que o CPF ou CNPJ for consultado, incluído, excluído ou alterado no banco de dados do SPC Brasil.

Foto – Divulgação: Em casos de furto ou perda de documentos durante o Carnaval, é importante adotar medidas para evitar o uso indevido por golpistas de cartões de crédito, cheques ou documentos furtados no comércio; a exemplo dos serviços “SPC Alerta” e “SPC Avisa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.