BRK inicia ação de recadastramento dos clientes de São José de Ribamar e Paço do Lumiar

A BRK Ambiental, iniciou agora um trabalho de recadastramento dos imóveis abastecidos pelos sistemas de água e esgoto de Paço do Lumiar e São José de Ribamar. O objetivo é atualizar a base de dados da empresa, conhecer o perfil dos usuários e melhorar assim o atendimento aos moradores destes municípios.

O primeiro bairro contemplado pelo trabalho de recadastramento será o Maiobão, bairro de grande densidade, totalizando 5300 mil usuários, aproximadamente. Segundo Raniere Siqueira, gerente comercial da BRK em sua unidade maranhense, a ação acontece porta a porta, num trabalho minucioso que deve ser concluído em 12 meses: “Os agentes foram treinados para visitar cada imóvel, sempre mantendo o devido distanciamento e as medidas de segurança nesse período de pandemia. O objetivo principal é atualizar os dados cadastrais de nossa base de clientes, traçar um perfil desses moradores para que a comunicação e o atendimento sejam mais eficazes, e cadastrar novos clientes que porventura ainda não estiverem em nossos cadastros.”

“Importante lembrar que o recadastramento é gratuito, não incidindo valor para o cliente. Todos os agentes estão identificados por meio de crachás e uniformes próprios e, além disso enfatizamos que, em nenhum momento informações financeiras serão solicitadas ao cliente,”, explica Raniere.

No momento da visita, é importante que o cliente apresente o original ou cópia dos seguintes documentos: CPF, RG Dados do imóvel (contrato de compra e venda ou contrato de aluguel) ou a conta de energia. Todos os documentos devem estar no nome do titular da fatura da BRK Ambiental. Em caso de o usuário não estar presente no ato da visita, os agentes retornarão em outro momento para uma nova tentativa. As visitas acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h e sábados das 9h às 13h.

Ter uma base de dados atualizada é importante tanto para a empresa quanto para o cliente já que, com isso, é possível agilizar os atendimentos e personalizar os serviços prestados. “A não atualização pode gerar dificuldades para a localização do usuário e do imóvel, comprometendo o prazo de atendimento de algum serviço solicitado.  Se o imóvel foi vendido ou alugado, deverá ter os dados dos responsáveis atualizados. Assim podemos garantir um melhor atendimento”, finaliza Raniere Siqueira, responsável pela área comercial da BRK Ambiental no Maranhão.