Banco do Nordeste ultrapassa R$ 8 bilhões investidos no Crediamigo em 2020

A história de crescimento do programa de microcrédito urbano do Banco do Nordeste, o Crediamigo, revela milhões de histórias de sucesso conquistado por microempreendedores que acessaram recursos financeiros e viram suas vidas serem transformadas. No Maranhão, mais de R$ 960 milhões já foram investidos com pequenos negócios, atendendo a mais de 301 mil operações de crédito, como a contratada por Delci Isabel Dias Gomes, do bairro Cohatrac, em São Luís.

A microempreendedora foi uma das beneficiadas pela metodologia diferenciada do Crediamigo, que além de conceder crédito, acompanha e orienta a aplicação dos recursos para garantir maior rentabilidade e desenvolvimento dos negócios. Cliente há mais de 20 anos do programa, Delci conta que desde seu primeiro financiamento, o Crediamigo foi fundamental para manter as atividades da sua lanchonete, que evoluiu e já atua também com revenda de salgados.

“Com o apoio do Crediamigo, tenho melhores condições de negociar com os fornecedores, comprando à vista com melhores preços e aumentando meus lucros, e ainda consigo investir para oferecer melhores produtos aos meus clientes. Já são  mais de 30 anos de história, aqui no mesmo local, mas sempre melhorando com esse apoio do Banco do Nordeste, que é um grande parceiro”, contou a microempreendedora. “Sou uma grande apaixonada pelo Crediamigo e indico pra todo mundo que eu conheço!”, completou Delci.

Em toda a sua área de atuação – Região Nordeste e norte do Estado de Minas Gerais, o Crediamigo ultrapassou a marca de R$ 8,5 bilhões financiados em 2020, distribuídos em 3,2 milhões de operações. No Maranhão, até a primeira quinzena de outubro, o programa Crediamigo ampliou em 13% o volume de recursos financiados para microempreendedores urbanos, se comparado ao mesmo período do ano passado. Do volume total liberado no Estado, R$ 107 milhões foram investidos por meio do crédito emergencial a partir de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), que auxiliaram os empreendedores maranhenses no enfrentamento à crise gerada pela pandemia da Covid-19.

“No apoio à retomada da economia nesse período de crise sanitária, o Crediamigo do Banco do Nordeste tem sido fundamental para os microempreendedores, um impulso às suas atividades e o melhor crédito para a superação dessa fase”, destaca o superintendente de Microfinança e Agricultura Familiar do BNB, Antônio Jorge Pontes Guimarães.

Maior programa de microfinança urbana da América do Sul, o Crediamigo do Banco do Nordeste oferece capital de giro e investimento para micro e pequenos empreendedores, com financiamentos que variam de R$ 100 a R$ 21 mil, contemplando empreendedores individuais ou em grupo. Mais de 2 milhões de microempreendimentos já foram atendidos pelo programa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.