.

Água de qualidade e esgotamento sanitário garantem preservação do meio ambiente e saúde para a população

Os investimentos em saneamento básico são essenciais para preservar o meio ambiente e, consequentemente, melhorar a saúde e qualidade de vida de toda a população. Atuando há sete anos no município, a Águas de Timon já investiu mais de R$ 140 milhões para garantir água de qualidade e com regularidade na torneira de todos os timonenses. Agora, a empresa concentra esforços para ampliar a rede de esgoto na cidade na intenção de coletar e tratar o esgoto para que ele seja devolvido corretamente ao rio Parnaíba.

Na semana em que se celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), a concessionária instalará novos Pontos de Controle de Qualidade da Água (PCQs), localizados nos bairros Cajueiro, Mateusinho, Parque União e Santo Antônio. Ao todo, a empresa possuirá 45 PCQs em pontos estratégicos da cidade com o objetivo de coletar amostras, analisar em laboratório e garantir a entrega de água de qualidade para a população. “O timonense pode beber nossa água direto da torneira, nós garantimos uma água limpa”, garante Jacy Prado, diretor-presidente da Águas de Timon.

Além dos PCQs, a concessionária celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente intensificando as obras da linha de recalque (tubulação de grande proporção) no bairro Boa Vista, da Elevatória de Esgoto na região da Guarita e da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) na zona rural. O local receberá todo o esgoto coletado na cidade a partir das redes de esgoto que estão sendo instaladas em diversas regiões. Até agora, a empresa já implantou e recuperou rede nos bairros: Centro, São Benedito, Mangueira, Parque Piauí, Vila Angélica, Vila Osmar, Mutirão e Vila Bandeira.

Presente e futuro mais saudáveis

Em Timon, falta de água é coisa do passado. Agora, com as obras de esgoto, a Águas de Timon também projeta deixar para trás a realidade de esgotos a céu aberto. Os investimentos realizados em infraestrutura com o programa Timon Saneada vão fazer o município saltar de 3% para 33% a cobertura de esgoto ainda esse ano. “Isso significa que teremos uma cidade que preserva os seus rios e que cuida do meio ambiente. Por consequência, teremos uma população muito mais saudável”, garante Jacy Prado.

O líder comunitário Celso Salazar Gonçalves reconhece os avanços do acesso regular à água tratada e espera a finalização das obras de esgoto. “Nós conseguimos ter uma nova vivência com água de qualidade em nossas casas, em nossas torneiras. A gente sabe que água tratada traz benefícios para a saúde e para a cidade como um todo. E com o esgotamento ganha agora a população, que tem acesso a um bairro sem esgoto a céu aberto. E vem mudanças positivas para a preservação da natureza, do meio ambiente em nossa cidade’’, destaca