A importância da cultura da prevenção em busca da excelência

Um hospital é uma verdadeira cidade, uma organização que além de salvar vidas e aliviar dores; precisa gerenciar com excelência máxima áreas como logística, hotelaria, administrativo, recursos humanos entre outras.

E em todo o ambiente hospitalar todo o cuidado deve ser redobrado para evitar-se erros que coloquem em risco a saúde e a vida dos pacientes. De simples gestos efetuados por toda a equipe médica e de enfermagem como lavar as mãos a cada procedimento a outros mais complexos, é necessária a adoção de diversos protocolos com regras detalhas de como realizar determinada atividade. Tudo isso visa elevar o grau de segurança dentro do ambiente, para que esse seja um local cada vez mais seguro e livre de incidentes.

O que poucos sabem é que existem dentro dos hospitais núcleos de estudos, ações e eventos voltados para conscientização, educação continuada da equipe e implementação de práticas, regras e protocolos voltados para evitar erros e aumentar o grau de excelência e qualidade dos procedimentos realizados nos mais diversos setores.

No Hospital HSLZ, mais conhecido como Hospital dos Servidores, existe o NSP – Núcleo de Segurança do Paciente, que atua com muito destaque em diversas ações voltadas para a prevenção e qualidade total e é coordenado por Alice Sousa. E além do NSP, complementam esse esforço coletivo o Núcleo de Educação Permanente – NEP que promove a reciclagem e capacitação de todas as equipes sob o comando de Rebeca Cutrim; e a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar  – CCIH, outra área de extrema importância que é coordenada pelas enfermeiras Augustinha e Andinilde.

Recentemente, esses três setores se uniram para promover em conjunto um evento voltado para a troca de experiências e melhores práticas nas áreas de Segurança e Qualidade. O evento aconteceu no auditório do HSLZ e reuniu além das equipes do hospital, três grandes especialistas convidados, profissionais que atuam com destaque em hospitais públicos e privados; e que são referências em prevenção.

O evento foi aberto pelo Diretor Geral do HSLZ, Plínio Valério Tuzzolo, que ressaltou o forte empenho de toda a diretoria e profissionais do hospital em prol da busca pela excelência e segurança máximas naquele ambiente. Depois palestraram sobre cases de sucesso, ações desenvolvidas para evitar ou corrigir erros os seguintes especialistas convidados: Allan Cássio Carvalho Coutinho, Mestre em Enfermagem e Supervisor das Clínicas Oncológicas, Pediátrica e Cirúrgica do Hospital São Domingos e Coord. do Núcleo de Segurança e Qualidade do Hospital Dr. Juvêncio Matos; Geylene Albuquerque Ribeiro, Enfermeira Supervisora de Qualidade do Núcleo de Segurança do Paciente do Hospital São Domingos e Fabrícia Cavalcante Rocha, Enfermeira do Núcleo de Qualidade e Segurança do Hospital Djalma Marques e Membro da Rede Brasileira de Enfermagem e Segurança do Paciente (REBRAENSP) em São Luís.

Para a Diretora de Enfermagem do Grupo Mercúrio / HSLZ Beatriz Rosa, o evento foi super enriquecedor e estratégico para a implementação de práticas avançadas de qualidade e segurança do paciente:

“Tivemos a troca de melhores práticas e muitos exemplos de ações como a implantação do relatório de ocorrências adversas; um documento que registra internamente procedimentos que precisam ser implementados para aumentar a segurança. Vale ressaltar que, cada vez mais, essas medidas não são vistas como algo punitivo, mas sim como ferramentas de gestão em prol da excelência e segurança máxima do paciente, que é o foco de todos os que trabalham em um hospital. Com esses registros, estudamos quando um erro acontece, o que levou aquilo e principalmente, como criar  novos filtros de segurança e prevenção para que aquele episódio não mais aconteça, a partir da aprendizagem do erro”, destacou Beatriz Rosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.