Visitantes elogiam contato com a natureza no Borboletário, Parque do Rangedor

Um ambiente repleto de natureza, que convida à contemplação, sossego e com muitas borboletas. Inaugurado no início deste mês, pelo Governo do Estado, o Borboletário do Parque Estadual do Rangedor é um laboratório vivo para observação do ciclo da vida de diversas espécies de borboletas. E já começa a receber muitas visitas. Neste sábado, o espaço foi tomado por pessoas que queriam conhecer, saber mais sobre as borboletas e viver a experiência de se aproximar destas espécies.

“Muito lindo, muito gratificante. Uma boa ideia o Governo do Estado fazer este espaço para a população”, disse o técnico de Informática, Felipe André, 26 anos, que foi visitar o Borboletário e ficou admirado com a condição de vida das borboletas e as curiosidades das espécies.

Para a estudante universitária, Clarisse Rabelo, 19 anos, a experiência de estar bem pertinho de uma borboleta e poder tocar nela, foi única. “Uma introspecção com a natureza. Me sentir em contato, nunca tinha vivido isso. Gostei muito. Até me emocionei por ter tocado em uma borboleta. Gostei muito”, enfatizou a jovem.

O Borboletário tem como proposta estimular a educação ambiental, especialmente entre o público infantil, uma vez que a observação dos estágios da vida de uma borboleta poderá despertar a sensibilidade e o respeito ao meio ambiente. Com a série de opções, no local será possível compreender um pouco a importância desses insetos na preservação e manutenção de ecossistemas.

Para construir o Borboletário foram investidos R$ 161 mil, pelo Governo, sob coordenação das Secretaria de Estado de Governo (Segov) e de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA). A visitação pode ser das 8h30 às 11h; e das 16h às 17h30. O espaço é gratuito, com passeio guiado por monitor, para informar sobre o espaço, as espécies de borboletas e sua rotina.