Vice-governador Carlos Brandão inaugura obra e garante construção do IEMA em Alcântara

Melhorias na área de infraestrutura estão mudando o cenário da educação no município de Alcântara. Nesta sexta-feira (28), o vice-governador Carlos Brandão esteve na cidade, inaugurando a quadra esportiva do Centro Educa Mais Professor Aquiles Batista Vieira, escola de tempo integral. Ainda na ocasião, Brandão assinou ordem de serviço para construção de uma unidade vocacional do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).

“Estamos inaugurando uma quadra nesta escola de tempo integral e assinamos também a ordem de serviço para construção do IEMA vocacional, voltado para a base de Alcântara e quilombolas, para que os jovens sejam inseridos no mercado de trabalho. Estamos preparando nossos jovens para o futuro, garantindo que eles tenham um trabalho e possam honrar a cidade”, pontuou o vice-governador Carlos Brandão. 

Brandão enfatizou ainda que “Alcântara deve ser o melhor lugar do mundo para lançar foguetes, mas também, para morar e viver. Por isso, estamos investindo fortemente na cidade”. A agenda contou, ainda, com visita a espaços de cultura na cidade, entre estes a Casa de Cultura Mordomo Régio; e encontro com lideranças quilombolas.

O Centro Educa Mais Professor Aquiles Batista Vieira foi reconstruído e entregue em julho de 2016, integrando as ações do programa Escola Digna. A unidade de ensino agora irá beneficiar cerca de 360 alunos da região. A quadra esportiva foi toda reformada e agrega projetos sociais que atendem crianças de 4 a 13 anos. Para reforma foram investidos R$ 300 mil.

A estudante Elenilce Silva, 17 anos, que cursa o 3º ano do Ensino Médio, parabenizou a iniciativa. “É uma coisa nova, não era chique assim, quando iniciei o Ensino Médio. É sempre bom algo novo para ser utilizados por todos os alunos e que nos acolha bem. Todos os alunos, da nossa escola e de fora também, gostaram muito da novidade. Estamos muito felizes pela renovação da quadra”, disse.

Já a construção do IEMA Alcântara representa um espaço para modernização da educação no estado. Será um centro vocacional com estrutura para formações nos níveis técnico e médio; cursos de formação inicial e continuada, além de oficinas; e requalificar trabalhadores locais e pessoas já inseridas na Base Espacial de Alcântara.

O reitor da rede IEMA, Alex Oliveira, destacou a importância das obras. “É de grande importância esse evento hoje, com o melhoramento de uma quadra e outras obras, que atendem uma população que precisa muito. Da mesma forma, a unidade vocacional do IEMA, vai oferecer cursos profissionalizantes, colocando a juventude no caminho do trabalho, da profissão e que possa melhorar a vida”, reiterou.

O secretário de Estado de Articulação Política (Secap), Rubens Júnior, frisou a iniciativa de Governo. “Estamos em mais uma inauguração na educação, com esta escola, que antes não existia na cidade e a construção do IEMA vocacional, que vai ofertar cursos para capacitar a juventude, inclusive preparando para trabalhar no Centro de Lançamento de Alcântara. Ou seja, unir futuro com o presente, garantindo direitos. Essa é a determinação do governador Flávio Dino”, reforçou.

O prefeito de Alcântara, Willian Silva, enfatizou “a alegria em ver a população vibrando com a obra e fortalecendo a convicção de que o governador Flávio Dino e o vice-governador Carlos Brandão trarão esperança de dias melhores para o nosso município”.  

Brandão visitou, ainda, espaços de cultura na cidade. O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secma), reabriu 19 museus e casas de cultura, mantidas pelo Estado. Dentre estes, a Casa do Divino de Alcântara, a Casa do Mordomo Régio e o Museu de Alcântara. A reabertura dos espaços é uma forma de manter viva a promoção dos museus, enquanto espaço de memória, conhecimento e geração de saber. 

Estiveram presentes na agenda em Alcântara, o chefe da Casa da Civil, Marcelo Tavares; os secretários de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), Francisco Gonçalves, e da Cultura (Secma), Anderson Lindoso; além de autoridades locais.