Servidores da SES doam sangue para aumentar estoque do Hemomar e sensibilizar doadores

Com a intenção de incentivar a doação de sangue, uma equipe da Secretaria de Estado da Saúde (SES) esteve nesta terça-feira (18) no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar) para realizar a doação. O objetivo do gesto é, incentivando a doação, aumentar o estoque de bolsas de sangue nos hemonúcleos do Maranhão. O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, foi um dos doadores.

“Um dos efeitos diretos da pandemia sobre todo o sistema de saúde foi a diminuição de doadores de sangue. No Brasil inteiro, chegamos a ter bancos com 1/4 da sua capacidade, no Maranhão ficamos com 30%. É um gesto simples e que agora é possível com agendamento telefônico, garantindo mais segurança aos doadores que não precisarão enfrentar filas e nem aglomerações”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Em São Luís, o Hemomar tem reforçado as campanhas para a sensibilização de novos doadores, a fim de aumentar o estoque de bolsas de sangue. Para atender a demanda da Região Metropolitana, o Hemomar precisa de 280 a 300 doadores diários.

No interior do estado, os hemonúcleos localizados nas cidades de Imperatriz, Caxias, Balsas e Santa Inês necessitam juntos de 240 doadores por dia. Já os Hemonúcleos de Pedreiras, Pinheiro e Codó têm a necessidade de 30 doadores por dia em cada localidade. O maior desafio é manter o abastecimento alto para garantir a assistência aos casos de emergência e pacientes oncológicos em todo o Maranhão.

Em razão da pandemia, todas as regiões apresentaram queda em mais de 50% do número de doadores, o que agrava ainda mais a insuficiência nos bancos de sangue do estado.

“A doação, mesmo que seja direcionada, ela é um ato voluntário. Atualmente, temos coletado entre 180 a 200 bolsas de sangue diariamente, porém existem aquelas que ficam retidas devido alterações na sorologia dos exames”, afirmou a diretora técnica do Hemomar, Marcela Tupinambá Cabral.

Doador assíduo há dois anos, Fernando de Jesus, de 24 anos, destacou que a sua principal motivação é ajudar o próximo. “As pessoas precisam e isso, por si só, já é motivo para que ajudemos a quem precisa. Acredito que aquilo que plantamos, também colhemos. Hoje, são eles que precisam, mas amanhã pode ser eu”, comentou.

Requisitos para doação

Para doar sangue é necessário estar bem alimentado, de preferência não te ingerido alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação, ter tido uma boa noite de sono e pesar no mínimo 50 kg. Pessoas com idade entre 60 e 69 anos só poderão doar se já o tiverem feito antes dos 60 anos.

Estão temporariamente impossibilitados de fazer doação de sangue mulheres que estejam no período gestacional e pós-gravidez (90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana); e lactantes até 12 meses após o parto. Também fica vetado coleta para quem ingeriu bebida alcoólica 12 horas antes de doar, se fez tatuagem e/ou piercing nos últimos 12 meses e extração dentária nas últimas 72 horas ou qualquer outro procedimento cirúrgico.

Para aumentar o contingente de bolsas coletadas, o Hemomar tem disponibilizado transporte para grupos de pelo menos cinco e no máximo sete doadores, além de contar com o apoio de doações programadas de igrejas, empresas e centros universitários. O horário de funcionamento do Hemomar é de segunda a sexta-feira das 7h30 às 17h, e aos sábados das 7h30 às 12h. No momento da triagem é necessário ter em mãos documento oficial com foto para fazer a identificação.

Números para agendamento

Desde o início da pandemia, a Secretaria de Estado da Saúde disponibilizou telefones para agendamento da doação, que podem ser feitas pelos números abaixo.

São Luís: (98) 9162-3334 (WhatsApp)

Balsas: (99) 3541-5666 (ligação)

Caxias: (99) 99164-0230 (ligação)

Codó: (99) 98144-0081 (ligação)

Imperatriz: (99) 9178-2541 (WhatsApp)

Pedreiras: (99) 98152-2444 (ligação)

Pinheiro: (98) 98526-8926 (ligação)

Santa Inês: (98) 99169-8710 (WhatsApp e ligação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.