.

Saúde bucal na infância: saiba como evitar cáries causadas pelos doces

Alimentos ricos em glicose, ou seja, açúcares e amido, como doces, sucos, refrigerantes, bolachas, entre outros, são os maiores responsáveis pelo aparecimento de cáries, seja em crianças ou em adultos. 

Na infância, o problema é ainda mais comum, sendo impulsionado pela falta de escovação ou mesmo pela má higiene bucal. Mais que uma manchinha preta no dente, a cárie, pode trazer muito incômodo à criança e, se não tratada, desencadear diversas outras doenças. Mas sua prevenção é bem simples, basicamente é necessário cuidar da alimentação e manter uma rotina de higiene.

Com a ajuda do  diretor clínico e dentista da Oral Unic em São Luís, Dr. Otávio Matos selecionamos algumas dicas indispensáveis para garantir a saúde bucal de adultos e crianças. 

  • Mantenha a rotina de higiene bucal

Prevenir é sempre a melhor forma de tratar o surgimento da cárie, por isso manter uma rotina de higiene bucal é fundamental. “O ideal é que logo após o consumo de qualquer alimento, seja feita a escovação dos dentes, assim conseguimos evitar a formação de cáries”, recomenda.

  • Siga os passos

É indispensável que o processo de escovação seja feito de forma completa e correta. “O ideal é começar pelo fio dental, depois com a escova e o creme dental e, por fim, o enxaguante. Com a limpeza correta dos dentes, eliminando todos os restos de alimentos, a chance de desenvolver a cárie diminui”, ensina.

  • Controle o consumo de doces

Se os doces são um dos grandes vilões para os dentes, a melhor saída é controlar o seu consumo. “Controlar o consumo desses alimentos é essencial para prevenir a cárie, sobretudo nas crianças. Dar preferência a frutas ao invés de balinhas é uma ótima opção para a saúde dos dentes e do corpo”, destaca.

  • Leve-o a consultas regulares ao dentista

A boa higiene bucal começa na infância, por isso é indispensável levar a criança regularmente ao odontopediatra para avaliar as condições dos dentes e realizar limpezas. “A recomendação da Associação Brasileira de Odontopediatria e da Sociedade Brasileira de Pediatria é que a primeira consulta no odontopediatra seja realizada antes do aparecimento do primeiro dente, entre 6 e 12 meses de idade. Dessa forma o acompanhamento inicia logo nos primeiros meses e a criança já fica familiarizada com o ambiente”, finaliza.