Projeto social que fomenta esporte, lazer e cidadania no Jaracaty ganha sede reformada

Resgatar vidas, fomentar esporte e lazer para a qualidade de vida e desenvolver pessoas em diversas habilidades em uma comunidade de vulnerabilidade social! Esses são os objetivos do projeto social que há 10 anos vem transformando a vida de milhares de crianças e jovens na faixa etária de 3 a 22 anos, no bairro do Jaracaty, em São Luís.

Trata-se do “Fórum de Desenvolvimento Local e Sustentável da Vila Jaracaty” em cuja sede são ofertadas diversas atividades esportivas como judô e tênis de mesa; além de aulas de informática e acesso à brinquedoteca, que beneficiam também toda a comunidade e não apenas os atletas. Cerca de 300 jovens são beneficiados atualmente, e há 5 anos o projeto conta com o apoio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte com a assessoria do Grupo Oito e sua produtora executiva Cássia Melo.

E desde o último sábado (17.08) uma nova história começou a ser escrita nesse projeto, com a inauguração da reforma da sede; o que vai permitir a ampliação da oferta de cursos e a diversificação das atividades para a comunidade.

A reforma foi patrocinada pelo Grupo Equatorial Energia Cemar, via Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, e contemplou a construção de uma quadra poliesportiva; a troca de piso das áreas de judô e tênis de mesa; ampliação e climatização da brinquedoteca, climatização da sala médica e construção de um auditório; entre outras implementações no valor total de R$ 600 mil reais em investimentos.

A obra também realizou a climatização e ampliação da sala de informática; troca de telhas de todo o telhado e proteção térmica; revitalização da fachada; reforma dos vestiários masculino e feminino e implantação de mini–horta comunitária.

 

Com a nova estrutura, o projeto passará a ofertar também novos cursos profissionalizantes, e novas modalidades de esportes como futebol, vôley, basquete e handebol, a serem praticados na nova quadra poliesportiva. Além disso, a Cemar investiu mais R$400 mil reais em 2019 para a realização das ações desportivas que atendem a mais de 200 pessoas entre 3 a 22 anos na comunidade da Vila Jaracaty.  O total dos investimentos, com reforma e ações desportivas atinge o montante de R$ 1 milhão de reais.

 

A solenidade de inauguração das novas instalações contou com a presença do Governador do Maranhão Flávio Dino acompanhado da primeira dama Danielle e do Vice – Governador Carlos Brandão e do Sec. Estadual de Esportes Rogério Cafeteira; além de representantes do Grupo Equatorial Energia Cemar e lideranças comunitárias, alunos e atletas da comunidade assistidos pelo projeto. Além da entrega formal da nova sede pelas autoridades e Cemar, aconteceram atividades recreativas e lúdicas que abriram oficialmente o cronograma desse segundo semestre letivo na nova sede localizada na Av. Ferreira Gullar, S/N, no bairro do Jaracaty.

Em seu discurso o Governador Flávio Dino ressaltou a importância da união entre poder público e parceiros como a Cemar, que viabilizou essa conquista social.

“É importante a parceria nessa tríplice aliança entre a comunidade organizada, a Cemar e o Governo do Estado. Isso insere-se na nossa luta para que as políticas sociais cheguem para todos, e assim possamos diminuir a desigualdade social que é o grande objetivo do nosso Governo”, declarou Flávio Dino.    

Para o Presidente da Cemar Augusto Dantas, do Grupo Equatorial Energia Cemar, esse projeto é vitorioso, e deve servir de modelo para outras comunidades:

“A conclusão dessas obras do Fórum Jaracaty vêm coroar a realização de um sonho, nosso como empresa apoiadora e, principalmente, da comunidade, que merece as novas instalações e toda a inserção social que o projeto oferece. O Fórum Jaracaty é um projeto exemplar, e essa evolução é mais que merecida”, declarou ele.

O Sec. Estadual de Esportes Rogério Cafeteira lembrou que esse projeto é um modelo a ser replicado por outras comunidade e empresas:

“Esse projeto é um modelo de sucesso, e merece toda a divulgação para que a comunidade saiba de que forma produtiva os recursos oriundos da Lei de Incentivo ao Esporte estão sendo utilizados”.  

A diretora executiva do Fórum de Desenvolvimento da Vila Jaracaty, Márcia Assunção agradeceu a todos os parceiros e lembrou que agora o Fórum Jaracaty vai poder ampliar ainda mais a sua missão, que é a  melhorar a qualidade de vida das crianças, jovens e adultos da área: “Esse é um projeto de imenso significado social e que garante também cidadania, esporte e lazer. Vamos conseguir formar mais atletas e melhores cidadãos. É um sonho conseguir beneficiar mais e mais pessoas agora”, disse ela emocionada.

FORMAÇÃO DE ATLETAS E RESGATE DE VIDAS

As ações do Fórum Jaracaty já mudaram centenas de vidas; e através do esporte, o projeto contribui para evitar que os jovens da comunidade se envolvam com drogas ou marginalidade, e se mantenham na escola, pois uma das exigências para integrar as atividades é estar regularmente matriculado e cumprindo o ano letivo escolar. Uma das centenas de pessoas transformadas pelo projeto é a judoca Maria Luiza Birino, de 14 anos e atualmente na categoria Sub-15 de Judô. Ela já começa a se destacar nacionalmente e é uma prova do quanto são importantes iniciativas como essa, para a formação de base para atletas e futuros medalhistas.

Antes de participar do projeto, Maria Luiza conta que sofreu bullying na escola por estar acima do peso. E para ela, os treinos no tatame não trouxeram apenas medalhas, mas empoderamento enquanto pessoa e o respeitos de seu colegas e familiares:

“Eu estou há 5 anos no projeto, e quero seguir crescendo no judô e ser um exemplo de atleta e de mulher vencedora”, diz Maria Luiza.

Ela começou a treinar tênis de mesa, mas se destacou mesmo foi no judô. No último mês de março ela participou de sua primeira competição importante fora do Estado; na Copa São Paulo de Judô, competição que reúne a elite do judô brasileiro. E já trouxe uma medalha de terceiro lugar na categoria Sub- 15 para o Maranhão. E agora no início desse mês de agosto, Maria Luiza participou das provas do Campeonato Brasileiro representando a Seleção Maranhense; e foi a única maranhense que medalhou nessa competição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.