Policlínica Diamante realiza ação junina em alusão ao Dia Nacional do Diabetes

Antecipando o Dia Nacional do Diabetes, celebrado no dia 26 de junho, a Policlínica Diamante realizou, nesta sexta-feira (25), uma ação de conscientização para a importância de ter bons hábitos de vida para evitar desenvolver a doença. A atividade da unidade que integra a rede estadual de saúde também foi uma forma de incentivar os pacientes diabéticos a manterem os cuidados para controle da doença. A ação aconteceu em ritmo junino, com lanche balanceado e adaptado aos diabéticos. 

“Temos um trabalho de educação continuada com os pacientes de diabetes, para eles entenderem como lidar com a doença. Esta ação também é importante para divulgar o serviço de referência ofertado à população. É uma doença controlável e evitável, e com relação direta com hábitos de vida”, explicou a diretora geral da unidade, Ana Flávia Lustosa. 

A Policlínica Diamante conta com um serviço referência no estado: o Espaço do Diabético, que atualmente possui 7.375 pacientes ativos. Além disso, cerca de mil pacientes recebem mensalmente insulina na unidade. O espaço oferece atendimentos com endocrinologista, nefrologista, oftalmologista, angiologista e outras especialidades que complementam o tratamento dos pacientes com a diabetes. 

Alexandrina Barbosa da Silva comparece frequentemente ao Espaço do Diabético com o filho Ítalo Emanuel, de 11 anos. Aos 2 anos, ele foi diagnosticado com Diabetes tipo 1 e precisa usar insulina, que recebe gratuitamente no local, como parte do tratamento. “Meu filho vinha reclamando muito que não podia participar do São João, e ficou muito feliz de ser recepcionado dessa forma hoje. Gostamos da bela recepção. Viva o São João!”, comentou. 

O Diabetes Mellitus (DM) é uma síndrome metabólica de origem múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos. O hormônio é responsável por manter o controle no sangue do açúcar ingerido, por isso sua falta provoca as altas taxas de açúcar no sangue (hiperglicemia) de forma permanente. 

Segundo a médica endocrinologista e coordenadora do Programa Estadual de Educação em Diabetes, Fernanda Thome, a diabetes é uma doença muito prevalente no país, que pode causar outras doenças associadas, como problemas renais e até cegueira. Daí a importância de conscientizar as pessoas para os cuidados que precisam ser tomados, sobretudo por parte das pessoas que têm predisposição à doença. 

“Pessoas com hipertensão, sobrepeso e obesidade, histórico familiar de diabetes, hábitos de vida sedentários e alterações do colesterol são um grupo de risco para a doença. O recomendado é ter hábitos de vida saudáveis, praticar uma atividade física regular, vigiar as taxas de forma periódica e fazer check-ups regularmente”, recomenda a médica.